Gabriela Dinis Gabriela Dinis
quarta-feira, 23 junho 2021 14:33

"Vencer uma categoria do Circuito Regional é sempre um incentivo para continuar a acreditar"

À conversa com atletas apurados para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças...

 

Já decorreram vários Circuitos Regionais de Surf de Norte a Sul de Portugal, com provas únicas que apuram os atletas para a final no Campeonato Nacional de Surf Esperanças. A Surftotal quis saber quais as expectativas e balanços de alguns dos atletas (escolhidos de forma aleatória, sem nenhum critério específico) que ficaram apurados no Circuito Regional de Surf do Norte - decorrido nos dias 22 e 23 de Maio, na Praia de Leça da Palmeira (Matosinhos)- , no Circuito de Surf do Centro- decorrido nos dias 29 e 30 de Maio, em Ribeira d’Ilhas (Ericeira)- , no Circuito Regional de Surf da Grande Lisboa- decorrido nos dias 29 e 30 de Maio, na Praia do Marcelino (Costa de Caparica)- e no Circuito Regional de Surf do Sul- decorrido nos dias 19 e 20 de junho, na Praia do Amado (Carrapateira). 

 

 

A Surftotal esteve à conversa com alguns dos atletas apurados para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças, nestas provas únicas de cada um destes Circuitos. 

 

 

A primeira entrevistada foi Teresa Pereira, atleta da Associação Onda do Norte, que participou na categoria sub 16 Feminino do Circuito Regional de Surf do Norte e alcançou o 2º lugar.

 

 Teresa Pereira de 13 anos de idade viveu na Califórnia com a sua familia.

 

 

Surftotal: Como é que foi surfar esta onda, nesta prova?

Teresa Pereira: Foi uma sensação muito boa, pois a onda da Praia de Leça é uma onda que estou habituada a surfar, então senti-me em casa.

 

Surftotal: Como tem sido o teu percurso de surf até aqui?

Teresa Pereira: O meu percurso de surf até aqui tem sido sobretudo uma aprendizagem, desde a minha primeira surfada até agora. Adoro surfar e passar tempo no mar porque é onde me sinto mais feliz. Só me estreei nas competições este ano e, para já, estou a adorar a experiência. A competição é muito diferente de freesurf, pois na competição existe uma adrenalina muito forte durante a bateria.

 

 

 

"Adoro surfar e passar tempo no mar porque é onde me sinto mais feliz"

 

 

Teresa Pereira  em Leça - Click por José Ribeiro / @joseph_garage_photography

 

 

Surftotal: Em que campeonatos já participaste e em que praias mais gostas de treinar?

Teresa Pereira: Participei no Allianz Figueira Pro ( Liga Meo ); Joaquim Chaves Saúde Porto Pro ( Liga Meo ); Rip Curl Grom Search 2021 ( Sub-14 Feminino ); Circuito Regional Surf do Norte ( Sub-16 Feminino ); 1º Etapa; Circuito Quebramar ( Open Feminino ) ; 2º Etapa Circuito Quebramar ( Sub-16 Feminino ).

 

 

 

"As praias que eu mais gosto de treinar são a Praia de Matosinhos e a Praia de Leça da Palmeira"

 

 

 

Surftotal: Com esta vitória, ficaste apurada para disputar a final Campeonato Nacional de Surf Esperanças. O que esperas alcançar se ganhares o primeiro prémio?

Teresa Pereira: Se conseguir ganhar o primeiro prémio, acho que, acima de tudo, me vai dar muita motivação para querer vencer mais títulos.

 

Surftotal: A par desta final, que outros objetivos tens para os próximos tempos?

Teresa Pereira: Tenho o objetivo de passar um heat na Liga MEO Surf e fazer o meu melhor em todos os campeonatos que participe.

 

 

 

 "O meu objetivo é passar um heat na Liga Meo Surf" 

 

 

 

  

A atleta Gabriela Dinis venceu a categoria sub18 do Circuito Regional da Grande Lisboa.

  

Surftotal: Como foi surfar a onda da Praia do Marcelino, nesta prova?

Gabriela Dinis: Foi um campeonato em que tiveram ondas boas ao longo de toda a prova o que foi super bom para conseguir impôr o meu surf.

 

Surftotal: Com esta vitória, ficaste apurada para disputar a final Campeonato Nacional de Surf Esperanças. O que esperas alcançar se ganhares o primeiro prémio?

Gabriela Dinis: Será sempre um incentivo para continuar a acreditar!

 

A Charger Gabriela Dinis é uma das melhores surfistas Portuguesas da actualidade 

 

 

Surftotal: A par desta final, que outros objetivos tens para os próximos tempos?

Gabriela Dinis: Para este ano, os meus objetivos são solidificar o meu surf e preparar me para a época competitiva de 2022.

 

Surftotal: Como fazes o balanço do European Pro Junior, onde ficaste em 2° lugar?

Gabriela Dinis: O resultado do pro Júnior de La torche foi extremamente positivo para mim, pois reforçou a minha determinação e autoconfiança. 

 

 

 

 

 

"Agora é continuar a trabalhar"

 

 

 

 

 

 

Tiago Leopoldo venceu a categoria sub12 e ficou em 2º lugar na categoria sub 14 do Circuito Regional de Surf do Centro.

 

 

Surftotal: Como é surfar a onda de Ribeira d'Ilhas?

Tiago Leopoldo: Adoro surfar Ribeira D'ilhas, tenho lá surfado bastante.  A onda tem várias secções e quando consigo ligar o outside com o inside, já chego ao "Alibabá" com as pernas cansadas de tanta manobra que a onda dá para fazer! Em Peniche, não tenho nenhuma onda parecida com Ribeira. O que eu menos gosto é da remada "infernal", especialmente quando está muita corrente! Também os gémios Manel e Martim mais o Santiago são meus amigos da Ericeira e divirto-me imenso com eles a surfar Ribeira.

 

Surftotal: Com esta vitória, ficaste apurado para disputar a final Campeonato Nacional de Surf Esperanças. O que esperas alcançar se ganhares o primeiro prémio?

Tiago Leopoldo: O meu objectivo principal a nível competitivo é ser campeão nacional na categoria Sub 12. Eu sei que é díficil, pois há muitos miúdos a surfar bem, mas vou tentar! Caso ganhe, não espero nada de especial....

 
Surftotal: A par desta final, que outros objetivos tens para os próximos tempos?

Tiago Leopoldo: A curto prazo o meu objectivo é mandar um aério-reverse e a longo prazo o meu objectivo é divertir-me o máximo possível!

 

 

 

 

"A curto prazo, o meu objectivo é mandar um aério-reverse"

 

 

 

Surftotal: Estiveste, recentemente, a surfar na Madeira. Como foi a experiência e como achas que esta onda pode ter contribuído para a tua evolução na água?

Tiago Leopoldo: A Madeira foi uma experiência incrível! Estar a surfar num local tão bonito com ondas tão boas é um sonho. Surfei um dia na Ponta Pequena que vinham ondas muito grandes para mim! Fiz poucas ondas nessa surfada e apanhei com um set em cima que me "meteu em sentido", mas, logo na surfada seguinte, já estava mais confinante. O Paul do Mar também foi impressionante: cada botton que fazia, via as rochas todas no fundo do mar, tal era a transparência da água! Contudo, tive uma má experiência a sair no Paul, pois sair ali à maré vazia é muito complicado. Foi de tal modo que tirei o leash, deixei a prancha para trás e rastejei pelas rochas escorregadias acima! 

 

 

Surftotal: Como tem sido o teu percurso de surf até aqui? Em que campeonatos já participaste e em que praias mais gostas de treinar?

Tiago Leopoldo: Comecei a surfar desde muito cedo, com uns 3 ou 4 anos, mas só no Verão. Aos 6 anos fiz o meu primeiro inverno no surf e desde aí comecei a surfar regularmente. A minha família surfa praticamente toda e já participo em campeonatos desde os 7 anos de idade. O ano passado fui campeão regional Sub 12 e acabei em terceiro no nacional! Gosto de treinar nos Super Tubos, nos Coxos e Ribeira D´ílhas! Também gosto de surfar na Ponta Ruiva, no Algarve e e em Espinho, no Norte! Apanhei boas ondas em Viana do Castelo o ano passado e este Inverno apanhei umas ondas em Buarcos incríveis! 

 

Surftotal: Conta-nos como foi a tua experiência no European Pro Junior, em La Torche...

Tiago Leopoldo: Eu fui a La Torche apenas ver o campeonato e não competir. O objectivo era surfar com os melhores juniors europeus, conhecer a onda e o local. Os objetivos foram cumpridos pois todos os dias me levantava às 6.30 h da manhã para surfar antes do campeonato começar, desfrutei bastante da praia e do lindo local que é La Torche! Gostava de competir no próximo Pro Junior, em Hossegor. 

 

 

 

 "O objectivo era surfar com os melhores juniors europeus"

 

 

Martim Fortes venceu a categoria sub16 e ficou em 5º lugar na categoria em sub18 do Circuito Regional de Surf do Centro. 

 

 

Surftotal: Como é surfar a onda de Ribeira d'Ilhas?

Martim Fortes: É uma onda super divertida e é uma das ondas que aprendi a surfar

 

Surftotal: Com esta vitória, ficaste apurado para disputar a final Campeonato Nacional de Surf Esperanças. O que esperas alcançar se ganhares o primeiro prémio?

Martim Fortes: O mais importante é divertir-me durante o campeonato. 

 

Surftotal: A par desta final, que outros objetivos tens para os próximos tempos?

Martim Fortes: Continuar a competir e fazer melhor do que fiz nos campeonatos anteriores.

 

 

 

"Continuar a competir e fazer melhor do que fiz nos campeonatos anteriores"

 

 

 

Surftotal: Como tem sido o teu percurso de surf até aqui? Em que campeonatos já participaste e em que praias mais gostas de treinar?

Martim Fortes: Estou constantemente a evoluir a competir e a surfar, que é uma coisa boa. Gosto muito de treinar em Ribeira e em muitos dos Beachbreaks portugueses, como a Praia Grande.

 

 

Por fim, José Pedro Sena Gonçalves, atleta do Clube Surf de Faro, venceu na categoria de sub14 e ficou em 2º lugar na categoria de sub12 do Circuito Regional de Surf do Sul. Como o vencedor da categoria de sub12 não pertencia a nenhum Clube do Circuito do Sul José Pedro ficou, assim, com o título de campeão regional do sul em ambas as categorias.

 

 

Surftotal: Como é que foi surfar esta onda nesta prova?

José Pedro: Não costumo surfar muitas vezes no Amado, mas, devido ao campeonato, surfei bastantes vezes aqui, nos últimos dias. Os fundos neste momento estão bons, mas tem muitos dias de ondas fortes e difíceis.

 

Surftotal: Em que campeonatos já participaste e em que praias mais gostas de treinar?

José Pedro: Comecei a surfar aos 4/5 anos na Ilha da Fuzeta com o meu pai e a competir há três anos no circuito escolar. Destaco um terceiro lugar há dois anos no Caparica Super Groms sub10, fui vice campeão regional sub 12, no ano passado, e este ano cheguei às meias finais do Rip Curl Grom Search. As praias que mais treino são à Ilha da Fuzeta, praia de Faro, Beliche, Arrifana e Pico Loco.

 

Surftotal: Com esta vitória, ficaste apurado para disputar a final Campeonato Nacional de Surf Esperanças. O que esperas alcançar se ganhares o primeiro prémio?

José Pedro: No campeonato Nacional de Esperanças de sub 12 em Peniche e Sub 14 no Porto espero chegar o mais longe possível, mas sei que contra os surfistas Tiago Guerra, Tiago Leopoldo, António Lucas, Jaime Veselko e Matias Canhoto não vai ser fácil ganhar.

 

Surftotal: A par desta final, que outros objetivos tens para os próximos tempos?

José Pedro: Continuar a evoluir, a viajar e chegar o mais longe possível no Nacional e Internacional.

 

 

 

"O meu objetivo é chegar o mais longe possível a nível Nacional e Internacional"

 

Itens relacionados

Scroll To Top