quinta, 15 maio 2014 09:27

PHILIPP VASILEV: UM REALIZADOR RUSSO EM TERRAS INDONÉSIAS

Falámos com o realizador sobre o projeto que filmou nas ondas perfeitas da Indonésia

 

‘Selamat Datang’ retrata uma série de viagens pela Indonésia, em busca de novas ondas e spots famosos. Um grupo de surfistas russos foi até Sumbawa, para uma baía quase desconhecida perto da aldeia de Kertasari. Lá acamparam em tendas na praia, durante dez dias, onde puderam apreciar a beleza local e a simpatia das suas gentes. Phillip Vasilev falou à SurfTotal sobre este projeto, e sobre a sua ligação ao surf.

 

Como é que o surf entrou na tua vida?

Surfar foi um sonho de infância. Quando tinha uns 6 anos vi uns vídeos de surf e tornou-se um sonho, mas impossível de alcançar por viver na Rússia, e na altura era muito complicado viajar. Comecei a andar de skate aos 11 anos, e aos 18 envolvi-me no kitesurf, porque perto da minha terra, São Petersburgo, temos a Finish Bay e bons ventos. Comecei então a viajar em 2007, altura em que fui pela primeira vez a Bali, e vi ondas a sério. Foi assim que concretizei o sonho, e desde então venho à Indonésia todos os anos.

 

Há ondas na Rússia?

Por acaso só recentemente se começaram a descobrir as ondas russas. Há umas boas em Vladivostok e Kamchatka, com belas paisagens. Mas as águas são frias. Também temos ondas no sul, em Sochi, mas é preciso ter capacidade para as surfar, porque são complicadas. Espero fazer um filme na Rússia lá mais para a frente.

 

Como começaste a filmar?

Via muitos filmes de skate quando praticava, e na altura comecei a filmar os meus amigos, e desde então ganhei o gosto. Comecei mais a sério há cerca de três anos em Bali. Um amigo meu, proprietário da Take of Surf Club, tinha bom material para fotos e filmagens, e eu pedi-lhe que me deixasse filmar, e foi quando fiz o meu primeiro vídeo (https://vimeo.com/42532643). Muita gente gostou e senti que tinha de fazer mais. Aprendi sozinho a editar e a filmar, e faço tudo sem ter andado num universidade ou algo do género.

 

Fala-nos do projeto Selamat Datang.

A ideia nasceu o ano passado numa viagem em Sumbawa, levava o meu equipamento comigo e filmava surf e a natureza. Quando voltei a Bali achei que era importante mostrar como a Indonésia é bonita e as ondas incríveis que tem. Foi assim que fiz o primeiro vídeo desta série e acho que vou fazer um todos os anos. O objetivo é mesmo mostrar como as pessoas vivem na Indonésia, e que o país não é só Bali, tem muitos sítios maravilhosos. Eu adoro a Indonésia, e este projeto é uma homenagem ao país, que tem ondas muito boas e muitos locais por explorar. Podemos dizer que Selamat Datang não é só sobre surf, mas muito também sobre as pessoas que vivem na Indonésia.

 

Como é para ti viajar?

Acho que é a melhor forma de nos conhecermos. Especialmente se viajarmos por terra, e não de avião. De carro, ou comboio, podemos conhecer muito mais e temos liberdade de movimentos para parar em qualquer altura e falar com os nativos, ou experimentar a comida local e conhecer as tradições de cada local. Qualquer viagem de carro é fantástica porque vemos como as pessoas são tão diferentes de país para país. É a melhor forma de conhecer a vida real das pessoas. 

 


Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top