domingo, 24 novembro 2013 10:16

RESPONSÁVEL DA RIP CURL EXPLICA COMO ESTÁ O SURF NA INDONÉSIA

SurfTotal falou com a diretora de marketing.

 

A SurfTotal falou com a diretora de marketing da Rip Curl na Indonésia, e quis perceber como está o surf neste país que tem visto surgir algumas promessas da modalidade, como One Anwar. A relações públicas da marca, Ivona Puspita, falou-nos sobre os princípios que regem a Rip Curl e muito mais.

 

Como é que o surf entrou na tua vida?
Tudo começou quando aceitei um trabalho como assessora de imprensa na Rip Curl Indonésia. Comecei a ver o mundo de forma diferente, fazendo parte da industria do surf, isso encorajou-me a educar a população indonésia a perceber melhor o lifestyle à volta do surf.

 

Quando decidiste envolver-te no meio? Acreditas que, de alguma forma, o surf pode melhorar a qualidade de vida de quem o pratica?
Acho que me apaixonei pelo lifestyle. Até tento fazer outras coisas, mas não sei como tudo o que está relacionado com o surf encaixa perfeitamente na minha rotina diária, e é tão simples. E sim, acredito que o surf pode melhorar muito a qualidade de vida de quem o pratica.

 

Sobre a marca, a estratégia da Rip Curl é apoiar e dar visibilidade aos miúdos mais novos. Essa é uma forma de preservar o nível do surf na Indonésia, e ainda trazer os miúdos para a cultura do surf?
Sim, nos temos um programa de Groms todos os anos, porque queremos ver mais e mais miúdos indonésio a imporem-se perante outros surfistas por todo o mundo, e mostrar que também eles são bons surfistas... nós aqui temos as condições ideais, há muitos spots para o surf. E sim, gostávamos de educar os miúdos sobre a cultura do surf e também alertar para a natureza e ambiente, e claro, a diversão e o surf. Está tudo interligado.

 

Sobre a Indonésia, como tens visto a reação dos indonésios, em geral, ao surf? Achas que o surf já se integra bem num país que não tem uma grande cultura do oceano?
Esse é im assunto que tomo como um desafio. A cultura do oceano assusta, se não nasces como filho de pescador, ou algo relacionado, o oceano e o surf são coisas que metem medo às pessoas. Contudo, também vemos que cada vez mais miúdos aventureiros e sem qualquer medo. E é por isso que não paramos de tentar educá-los para o surf. Há já tantos exemplos: o One Anwar de Sumbawa é um dos mais jovens a qualificar-se para um evento de 6 estrelas da ASP em 2014.

 

Sobre a marca, em especial na Indonésia, como se rege a marca quando contrata pessoal novo?
Temos uma filosofia da companhia, que toda a gente conhece, e que está bem implementada tanto aqui como em todo o mundo e que defende que é o seguinte:

“Surfing is everything. 
surfing is like nothing else.
it's sunburnt backs &bloodshot eyes.
it's paddling back out for one more, 10 times.
surfing is melting wax & burning sand.
it's warm water,salt water and dry moth. Etc...”

A partir deste ideal educamos as pessoas e passamos-lhe o conceito profissional, mas nunca esquecendo as suas raízes e cultura.

 

Os objetivos foram alcançados em 2013? O que podemos esperar para 2014?
Sim, 2013 está feito, só podemos esperar que o surf indonésio se torne internacional para que todos os miúdos de todo o arquipélago, onde quer que estejam, vão colocar wax nas pranchas e surfar.

 

 

 

 

 

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top