David Ige está comprometido em melhorar o clima mundial. David Ige está comprometido em melhorar o clima mundial. Foto: DR

Itens relacionados

sexta, 09 junho 2017 09:11

Governador do Havai desafia Trump ao adotar parâmetros do Acordo de Paris

 David Ige assinou legislação na passada terça-feira... 

 

O Acordo de Paris é um tratado celebrado no âmbito da Convenção das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, entre cerca de 200 países, que rege medidas efetivas de redução de emissão de dióxido de carbono a partir de 2020. O acordo foi negociado durante a Cimeira COP-21, em Paris, tendo sido aprovado a 12 de dezembro de 2015.

 

Na altura, Laurent Fabius, Ministro dos Negócios Estrangeiros de França e o grande promotor da conferência, disse que este plano era "ambicioso e equilibrado” e que foi um "ponto de viragem histórico” no que concerne ao objetivo de reduzir o aquecimento global. 

 

Desta forma, depois do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter optado por abandonar o Acordo de Paris, no início deste mês, com a desculpa de que a economia norte-americana estava em primeiro lugar, eis que o Governador do Havai e outros representantes políticos do país assinaram esta terça-feira uma legislação que segue os passos inicialmente delineados pelo Acordo de Paris. 

 

Vale recordar que os Estados Unidos são o segundo maior emissor de dióxido de carbono do mundo, sendo apenas ultrapassado pela China. 

 

“Estamos especialmente atentos aos limites do nosso meio ambiente natural. As marés são cada vez mais altas, a biodiversidade está a encolher, os corais estão a desaparecer, a erosão está a mudar as zonas costeiras e o clima está a tornar-se mais extremo. Temos que aceitar essas realidades em casa. É por esse motivo que o Havai está unido numa liderança política sobre as mudanças climáticas,” disse David Ige. 

 

No seguimento desta medida, o Governador do Havai montou também uma equipa (Task Force de Agricultura de Carbono) cuja missão será a de encontrar formas de ajudar o setor da agricultura a melhorar a saúde dos solos e a examinar a sequestração de carbono no arquipélago havaiano. 

 

Outras regiões dos Estados Unidos já deixaram saber que vão seguir o exemplo e implementar também as normas do Acordo de Paris, mas o Havai foi mesmo o primeiro estado do país a torná-lo oficial na sua política atual. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top