terça, 27 junho 2017 10:31

Um exemplo a seguir no caso de poluição

Derramamento obriga a encerramento de praias apesar do forte calor... 

 

Várias praias de Alamitos Bay, no Sul da Califórnia, situada entre as cidades de Long Beach e Seal Beach, foram encerradas ao público ontem. O motivo foi uma fuga de 28 mil litros de material poluente despejado em mar aberto. Não se sabe ainda por quem e por esse motivo já foi aberta uma investigação. 

 

A fuga foi travada no próprio dia pelos trabalhadores da câmara, mas, como medida de precaução, os serviços de saúde ordenaram que as praias da zona fossem encerradas (além da baía de Alamitos, também Mother’s Beach, Marine Stadium, Colorado Lagoon e Bayshore Beach).  

 

Fonte do departamento do ambiente disse, mais tarde, que “é um pena termos que fechar as praias, mas a prioridade é a saúde das pessoas e não queremos pôr ninguém em risco sem que seja necessário”. 

 

O departamento da saúde do Long Beach tem vindo a testar a qualidades das águas desde então, quer na baía quer nas praias de frente aberta, e reforça a ideia de que estas estão proibidas a banhistas, surfistas e outros até que os resultados das análises deste derrame determinem se existe riscos associados à saúde. 

 

Os resultados da primeira ronda de análises à água são esperados esta terça-feira, mas se tudo estiver bem é bem possível que as praias voltem a reabrir amanhã, quarta-feira. No entanto, é de realçar que as praias só podem reabrir após dois dias consecutivos de água limpa. É essa a norma. 

 

O derramamento coincidiu com a primeira vaga de calor do verão naquela região, o que leva sempre a uma enorme procura das praias, mas ainda assim as autoridades mantiveram-se firmes na sua decisão para salvaguardar a saúde pública.

 

Um bom exemplo dos procedimentos que deviam ser seguidos pelas autoridades portuguesas sempre que canos de esgotos, praias e ribeiras sofrem um derramamento de poluição. Algo que não é assim tão raro acontecer. 

Perfil em destaque

Scroll To Top