Desde 2016, cerca de mil tartarugas morreram na costa norte de S. Paulo. Desde 2016, cerca de mil tartarugas morreram na costa norte de S. Paulo. Foto: DR
quinta-feira, 06 julho 2017 14:05

Lixo no mar mata mais de mil tartarugas em São Paulo

Dados foram revelados por ONG com sede em Ubatuba… 

 

Voltamos ao assustador dossier da poluição e aos dados do Instituto Argonauta que revelam que, desde 2016, só na costa norte de São Paulo, Brasil, quase mil tartarugas foram encontradas mortas por ingestão de lixo.

 

Só este ano, de acordo com esta ONG que pesquisa e investe na conservação marinha, cerca de 300 mortes já foram assinaladas. 

 

O plástico, que é atualmente um tipo de material muito comum nos oceanos, confunde as tartarugas e é já considerado uma das principais causas de morte destes animais. Anualmente, estima-se que 8 milhões de toneladas de plástico sejam despejados no mar ao redor do planeta. 

 

Além do plástico, que pode demorar entre 300 a 400 anos a decompor-se, outros materiais podem ser encontrados nos oceanos que colocam sérios risco à vida marinha, Eis alguns dos principais e a evitar a todo o custo: 

 

Papel: tempo de decomposição é de 3 a 6 meses;

Tecido: decomposição de 6 meses a 1 ano;

Filtro de cigarro: decomposição demora + 5 anos;

Madeira pintada: decomposição é de + - 13 anos;

Fio de pesca (Nylon): + 20 anos;

Lata de refrigerante (Alumínio): decomposição é de + 200 anos;

Garrafa de plástico: decomposição é de + 400 anos;

Vidro: desaparecimento total demora + 1000 anos;

Borracha: a sua decomposição é de tempo indeterminado. 

Perfil em destaque

Scroll To Top