Itens relacionados

quinta, 31 maio 2018 07:25

Veterania de Flores afasta Morais do mundial de Bali

Português despede-se de Keramas em 13.º lugar e de cabeça erguida… 

 

O Corona Bali Protected, 5.ª etapa do WCT 2018, voltou à carga esta quinta-feira na Praia de Keramas, em ondas de “high-performance” de 1 a 1,8 metros. As 12 baterias do Round 3 foram realizadas. 

 

Foi um dia de surpresas com o bicampeão mundial John John a cair às mãos de Jesse Mendes, no último minuto do heat, e com Julian Wilson, atual líder do ranking, a não conseguir dar troco ao “dark horse” Mikey Wright que voltou a vestir (e bem) o papel de tomba-gigantes. Antevê-se já um grande resultado para o australiano.

 

Também foram afastados de prova, Joel Parkinson, Owen Wright, Zeke Lau, Conner Coffin e… Frederico Morais. No Heat 8, a experiência do francês falou mais alto, começando a disputa com um score alto - 7.77 pontos. 

 

A correr atrás do prejuízo, Frederico acabou por construir o seu score com as duas últimas surfadas, 6.33 e 7.17 pontos, limpando assim o par de quatros que tinha até ao momento. No entanto, uma derradeira onda de Flores, na casa da excelência, 8.27 pontos, selou o resultado e acabou com as ambições do português. 

 

A escolha de ondas foi fundamental para as contas e acabou por ditar o resultado final, mas importa referir que foi precisamente neste heat que Morais fez o seu “change game” no Tour, apostando no jogo aéreo ao longo dos derradeiros 15 minutos. Que, refira-se, mereceu muitos aplausos por Keramas. 

 

 

Por si só, isto pode significar algo muito importante, como a readaptação do seu surf às novas exigências de julgamento do circuito (que parece premiar mais as manobras progressivas). Morais teve um desempenho excelente na bateria, provou algo a si próprio, que no fundo tem um arsenal aéreo que pode usar e explorar mais, algo fundamental no World Tour nos dias que correm. O português sai de Bali em 13.º lugar e claramente de cabeça erguida. 

 

Na areia, o seu pai, Nuno Morais, sublinhou precisamente a garra, o querer e a atitude durante o heat: “Ainda bem que foi assim, porque ele acabou por sair da sua zona de conforto. Se não tivesse acontecido a combinação, ele mantinha-se confortável, mas assim foi procurar ganhar o que é muito a minha forma de ver e de estar no desporto”.

 

 

O resultado deverá permitir a Frederico manter-se no top 20 mundial, ele que à partida para esta etapa era o número 15 do ranking. Certo é que Morais vai continuar à frente do havaiano e bicampeão mundial, John John Florence, cuja renovação do título parece cada vez mais distante.

 

Com este desfecho, Kikas repete o percurso feito nas primeiras cinco etapas do circuito em 2017, quando era rookie, embora no ano passado a quinta etapa tenha sido em Cloudbreak, nas Ilhas Fiji, entretanto substituída no calendário por Bali.

 

Para o surfista português a próxima etapa do circuito será apenas em julho. De 2 a 13 de julho os melhores surfistas do Mundo vão competir em Jeffreys Bay, na África do Sul. Foi precisamente no J-Bay Open que Frederico Morais alcançou o melhor resultado da carreira no Tour, depois de ter sido finalista vencido no ano passado.

 

Resultados Round 3:

Heat 1: Jesse Mendes (BRA) 13.34 def. John John Florence (HAW) 11.37  

Heat 2: Michel Bourez (PYF) 15.17 def. Ezekiel Lau (HAW) 12.97  

Heat 3: Willian Cardoso (BRA) 12.00 def. Owen Wright (AUS) 10.37  

Heat 4: Adrian Buchan (AUS) 11.40 def. Michael Rodrigues (BRA) 8.83  

Heat 5: Griffin Colapinto (USA) 15.84 def. Matt Wilkinson (AUS) 15.40  

Heat 6: Mikey Wright (AUS) 12.27 def. Julian Wilson (AUS) 11.83  

Heat 7: Gabriel Medina (BRA) 15.70 def. Michael February (ZAF) 9.44  

Heat 8: Jeremy Flores (FRA) 16.04 def. Frederico Morais (PRT) 13.50  

Heat 9: Jordy Smith (ZAF) 16.36 def. Conner Coffin (USA) 9.00  

Heat 10: Italo Ferreira (BRA) 14.30 def. Tomas Hermes (BRA) 10.10  

Heat 11: Adriano de Souza (BRA) 14.13 def. Joel Parkinson (AUS) 13.46  

Heat 12: Filipe Toledo (BRA) 14.43  def. Keanu Asing (HAW) 8.43

 

Heats Round 4:

Heat 1: Jesse Mendes (BRA) vs. Michel Bourez (PYF) vs. Willian Cardoso (BRA)  

Heat 2: Adrian Buchan (AUS) vs. Griffin Colapinto (USA) vs. Mikey Wright (AUS)  

Heat 3: Gabriel Medina (BRA) vs. Jeremy Flores (FRA) vs. Jordy Smith (ZAF)  

Heat 4: Italo Ferreira (BRA) vs. Adriano de Souza (BRA) vs. Filipe Toledo (BRA)

 

Perfil em destaque

Scroll To Top