Basta esperar a passagem do cacilheiro e... voilá! Basta esperar a passagem do cacilheiro e... voilá! Frame: White Flag Productions

Itens relacionados

sexta, 29 junho 2018 15:33

Em Portugal há sempre ondas! 

Hoje vamos até ao Gasoline com João Kopke… 

 

Os últimos dias têm sido de flat (ou quase) e estão a endoidecer a comunidade do surf. Há que ser fortemente imaginativo e criativo para não ficar de fora de água. Tem sido uma semana absolutamente insuportável! 

 

Ora, João Kopke, o tal que surfou este ano na Cruz Quebrada e no Terreiro do Paço, e que também já tinha surfado na Torre de Belém durante a passagem da Tempestade Dóris, voltou a surpreender e a dar a dica de que tanto precisávamos. 

 

Sem sinal de ondas pela costa, Kopke optou por rumar ao Barreiro, onde jaz a fenomenal onda do Gasoline, em pleno Rio Tejo, que já conhecemos de outras aventuras, conseguindo a melhor sessão pessoal desta semana - leia-se, em ondas realmente divertidas. 

 

Tudo o que JK teve de fazer foi esperar a passagem dos catamarans da Transtejo, entre as 7 e 9 horas da manhã, que levam as pessoas para os seus empregos e ajudam a fazer a ponte entre a margem sul e Lisboa.

 

O vídeo em anexo faz a prova, mas é sempre de frisar que a onda em si só se forma quando a maré está vazia, em hora de ponta e quando o barco está cheio, o que torna esta experiência única e num local inusitado.

  

Isto é delicioso e faz-nos lembrar aquela campanha da Portuguese Waves que em tempos nos dizia que em Portugal há sempre ondas ao longo dos 365 dias que compõem o ano. E há mesmo… só temos que ser ligeiramente engenhosos. 

 

Vídeo de White Flag Productions

 

 

--

Aproveita para ler uma entrevista exclusiva com João Kopke aqui.

Perfil em destaque

Scroll To Top