ActivoBank
Maya Gabeira no Canhão da Nazaré. Maya Gabeira no Canhão da Nazaré. Foto: Vitor Estrelinha/CMN

Itens relacionados

sexta, 03 agosto 2018 09:38

Maya Gabeira quer ver reconhecido recorde para a maior onda no feminino

Atleta brasileira não quer desistir dos seus sonhos... 

 

Depois do recorde oficial para a maior onda surfada de sempre, reconhecido no final de abril, envolvendo o brasileiro Rodrigo Koxa no histórico swell de 8 de novembro na Praia do Norte, Nazaré, que atingiu a marca de 80 pés (24.38 metros) e bateu o recorde anterior de Garrett McNamara que era de 78 pés (23.77 metros), eis que Maya Gabeira aparece agora, publicamente, a reclamar igualdade de tratamento para o campo feminino.

 

A conhecida surfista canarinha, que é umas das regulares na Praia do Norte, surfou a maior onda entre as mulheres e quer ver esse feito reconhecido pelas entidades oficiais. Nas redes sociais a brasileira apela aos fãs para que assinem uma petição que será, mais tarde, entregue à World Surf League, responsável por reconhecer o feito: 

 

"Olá, eu sou a Maya Gabeira, surfista de ondas grandes do Rio de Janeiro, Brasil. E preciso da sua ajuda! No passado dia 18 de janeiro de 2018 eu realizei o meu maior objetivo, o de surfar a maior onda já surfada por uma mulher. 

Para registrar o recorde mundial feminino eu preciso que a World Surf League faça a medição oficial. Por algum motivo, esta ignorou o meu pedido. Por favor, assine essa petição para pedir à WSL que reconheça o recorde mundial no surf de ondas grandes feminino.

Ajude-me acedendo aqui ou ao site www.mayagabeira.co, assinando a petição e partilhando! Muito Obrigada.”

 

O especialista português Miguel Moreira já adiantou uma medição e diz que foi efetivamente batido o recorde no feminino. Sem qualquer dúvida.  

 

Vale realçar que, na altura, a Surftotal falou e salientou precisamente essa onda surfada por Maya Gabeira, AQUI

 

Perfil em destaque

Scroll To Top