Itens relacionados

segunda, 22 outubro 2018 16:45

Afonso Antunes é o novo Campeão Nacional Sub-18

Final nacional teve lugar este fim de semana em Ribeira d’Ilhas… 

 

Fotografia: Miguel Silva/ESC

 

Depois de se ter sagrado campeão nacional em Sub-14 e Sub-16 nos anos anteriores, Afonso Antunes voltou a atacar este ano o Campeonato Nacional de Surf Esperanças, mas desta feita na categoria Sub-18. A prova, Ericeira Juniors, que na prática foi a Final Nacional, decorreu este fim de semana em Ribeira d’Ilhas, em boas condições. 

 

Após feito o respetivo apuramento, através dos diversos circuitos regionais, foram encontrados os 32 melhores surfistas portugueses nesta categoria, que promoveram um verdadeiro espetáculo de surf ao longo dos dois dias de competição.

 

Relativamente aos resultados finais, depois de ter passado por Salvador Couto (AON), nos quartos, e por Gabriel Ribeiro (ESC), nas meias-finais, Afonso Antunes, atleta do Ericeira Surf Clube, acabou por vencer também a final frente a José Champalimaud (GDSC), com um total pontual de 16,00 pontos versus 12,40 pontos. 

 

Quanto a José Champalimaud, este alcançou a final da prova depois de ter superado Guilherme Ribeiro (CSC), nos quartos, e Martim Paulino (ASCC), nas meias-finais, sagrando-se vice-campeão nacional Sub-18. 

 

Afonso Antunes, de 15 anos, sucede assim a Francisco Almeida que venceu os Sub-18 em 2017, prova igualmente disputada na Praia de Ribeira d’Ilhas, inserida na Reserva Mundial de Surf da Ericeira. 

 

Parabéns e até 2019!

 

--

Comunicado oficial: 

 

Decorreu este fim de semana de 20 e 21 de Outubro, o ERICEIRA JUNIORS, a Final do Campeonato Nacional de Surf Esperanças na categoria Sub 18, apresentado pelo Ribeira d’Ilhas Surf & Restaurant Bar.

 

Marcaram presença neste fim de semana com bastante sol e temperaturas bastante convidativas, os 32 melhores Atletas Nacionais nesta categoria, que se apuraram através dos 6 Circuitos Regionais, das vagas provenientes de 2017 e de Wildcards promovidos pela FPS.

 

Quanto à competição, no sábado, as condições de ondas com cerca de 1,5 metro estiveram bastante boas, mesmo em períodos em que levantava um pouco de vento norte, tendo os vários atletas presentes conseguido excelentes performances e obtido scores bastante elevados, decorrendo a prova até aos quartos de final “man x man”. Em grande destaque neste primeiro dia, estiveram, entre outros, o Afonso Antunes, Guilherme Ribeiro (onda e score mais elevado), Gabriel Ribeiro ou o José Champalimaud.

 

No domingo, Ribeira d’Ilhas esteve de “Gala”, com a ondulação a diminuir um pouco, mas com o offshore a “acertar” os sucessivos sets que brindaram os jovens atletas apurados. Um verdadeiro “Show de Surf”. A cada set a entrar o público presente entusiasmava-se com a diversidade de manobras aplicadas, resultando constantes alterações nas lideranças nas baterias e muita indefinição quanto aos seus vencedores. Na caminhada até à final destacam-se a eliminação do Guilherme Ribeiro nos quartos “man x man” perante um endiabrado José Champalimaud (que viria a chegar à final) e a super meia-final disputada entre dois dos onze atletas do Ericeira Surf Clube presentes, com o Afonso Antunes (15 anos) a ter de aplicar a fundo para levar de vencida a consistência do surf apresentado pelo Gabriel Ribeiro (16 anos), conseguindo a onda mais pontuada e melhor score de todo o campeonato. 

 

Ao perspetivar-se a manutenção de excelentes condições com a maré a vazar e garantir uma final memorável, a organização optou por promover um intervalo durante a maré cheia. 

 

Para a grande final apuraram-se o José Champalimaud (17 anos), que na outra meia-final deixara pelo caminho uma das grandes revelações da prova, o Martim Paulino (15 anos) e o Afonso Antunes. Durante a final o Afonso esteve imparável, demonstrando uma vez mais ser a maior promessa do Surf Português. Onda a onda, a confiança e a diversidade de manobras progressivas aumentava, assim como a diferença de pontuação para o José, que lutava com todo o empenho que o caracteriza, arriscando tudo com manobras inovadoras, na tentativa de aproximar a diferença de scores que se iam fazendo.

 

O Afonso Antunes ao vencer esta Final Sub 18, junta, entre outros, os títulos de Campeão Europeu e Nacional Sub 14, em 2016, Sub 16, em 2017, Surf Juvenil e Colectivo na Taça de Portugal no passado mês de Setembro. 

Perfil em destaque

Scroll To Top