Em recuperação, Marcelo Luna lança alguns recados. Em recuperação, Marcelo Luna lança alguns recados. Foto: Arquivo Pessoal

Itens relacionados

segunda, 12 novembro 2018 11:28

Marcelo Luna alerta para desorganização na arena da Praia do Norte

Brasileiro acabou por sair da água lesionado, mas não por culpa própria… 

 

Na sequência da ondulação que atingiu a costa portuguesa na passada semana e que originou várias sessões de ondas grandes, Marcelo Luna acabou por sair da água lesionado. Não propriamente por culpa ou erro pessoal, conforme se pode perceber através dos posts feitos nos últimos dias, mas, segundo ele, por desorganização das equipas presentes estes dias na Praia do Norte. 

 

Marcelo acabou por sofrer uma rutura nos músculos da perna esquerda devido a um erro básico de um piloto de jetski que "continuam a cometer falhas constantes". Segundo o charger, um jetski cruzou a frente da sua onda (ver foto mais abaixo), fazendo com que este caísse e se visse envolvido no pior wipeout da sua vida (palavras do próprio). 

 

Como se isto não bastasse, o brasileiro acabou quase em cima das pedras, por passar um mau momento e teve que ser resgatado pelos amigos Lucas Chumbo e Alemão de Maresias numa operação in extremis. “Aos que estão sempre aqui, aos que moram aqui como eu, aos que visitam, RESPEITO e CUIDADO, porque isso ainda vai matar algum de nós”, acabou por pedir publicamente nas redes sociais. 

 

- Na foto pode-se ver a "lomba" criada pela passagem do jetski. Foto: Tim Bonython

 

- Mais uma imagem que revela uma equipa a operar bem na base, à frente, da onda de Marcelo Luna. Foto: Leandro Sieves

 

O resultado da queda leva a que Marcelo Luna fique ausente das ondas e da ação durante seis semanas. No período de recuperação, já iniciado entretanto, o brasileiro voltou a abordar o tema que esteve na origem da queda e resgate.

 

“Desde o ano passado percebemos que existe uma DESORGANIZAÇÃO dentro d’água por parte dos jetskis! Surfistas e pilotos, a onda espera-se no outside e não debaixo do pico. Os que fazem isso, não importa quem seja, ESTÁ ERRADO. Isso que aconteceu poderia ter-me matado! Os jetskis de backup (apoio) ficam em baixo, mas se precisarem fugir, por favor SAIAM PARA O LADO QUE NÃO ATRAPALHE O SURFISTA. No INSIDE não se espera por ondas. Jetskis sempre no outside”, escreveu.

 

 

O texto de Marcelo serve de alerta e apesar de mencionar um problema recorrente, visa, obviamente, um maior entendimento e coordenação entre todas as equipas que se deslocam e usam o espaço da Praia do Norte - para que seja a última vez que isto aconteceu. Caso contrário é a selva por completo, o salve-se quem puder e qualquer dia alguém morrerá mesmo na Praia do Norte, cujas águas são portentosas e matreiras, sempre prontas a reclamar uma vítima. 

 

O charger termina por dizer que esta é uma “manifestação pacífica para evitar uma morte!”, pedindo ainda a todos que façam uma reflexão sobre o que os move na Nazaré, se é o ego ou o amor? 

 

A questão, meus amigos, é pertinente. 

Perfil em destaque

Scroll To Top