Itens relacionados

sexta, 30 maio 2014 14:58

NESTE DIA, O SURF FOI MESMO PARA TODOS

Prancha dos Césares apresentada ontem em Carcavelos.

 

Antecipando o Dia Mundial da Criança, que se assinala no próximo domingo, a Fundação Luís Figo e a Associação Salvador uniram-se numa ação que levou a surfar mais de três dezenas de crianças com deficiência motora durante a manhã desta quinta feira na praia de Carcavelos. Este foi ainda um dia muito especial em que foi finalmente apresentada a primeira prancha de surf adaptada para tetraplégicos da Europa, financiada pela Associação Salvador, com o apoio da empresa que fez a cadeira em fibra de vidro ‐ Creative Factory, do Lufi, shapper da prancha, e da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa que executou o molde da cadeira.

 

Trata-se de um projeto que tem como mentor Carlos Nogueira e que nasceu num dia em que este percebeu, durante uma ação de surf adaptado, cujo mote era "o surf é para todos", que esta não era, de facto, uma realidade. Havia aqueles, os que sofrem de tetraplegias, que nunca poderiam viver esta experiência. Carlos informou-se acerca do projeto, descobriu que existe uma prancha semelhante no Brasil - pertencente a um ex surfista que sofreu um acidente - e foi incansável numa luta por conseguir levar o surf a todos. Entre eles está, por exemplo, César Lopes, tetraplégico, e seu amigo pessoal.

 

"Um dia ele disse-me que não ia ao mar há mais de 20 anos e eu disse-lhe que tínhamos de tratar disso", conta Carlos Nogueira à SurfTotal. E assim foi, assim nascia a Prancha dos Césares, uma prancha com uma cadeira para que todos os "Césares" possam viver esta experiência de surfar uma onda. 

 

A prancha faz agora parte de um projeto em parceria com a Associação Salvador, e para usufruir desta experiência basta entrar em contacto com a mesma. No final do evento, Salvador Mendes de Almeida aproveitou para lançar o desafio a outras escolas e Câmaras Municipais para que adiram ao projeto e o apliquem nas suas praias. 

 

As dezenas de crianças provenientes de várias IPSS da área da Grande Lisboa, que estiveram presentes aproveitaram também para, com a ajuda dos monitores da Sruf Academia, "testar" as ondas de Carcavelos. "Com esta parceria, foi possível promover a inclusão social através do desporto. Sob os olhares atentos de Luís Figo e Salvador Mendes de Almeida, as crianças e os jovens presentes surfaram nas ondas da Praia de Carcavelos e puderam experimentar uma nova aventura", informa a Fundação Luís Figo em comunicado.

 

“Não há crianças diferentes e por isso a Fundação Luís Figo procura proporcionar a todas elas estas iniciativas para que todas possam ter momentos de alegria e acesso a novas experiências, como esta que hoje estão a viver. Está a ser uma manhã de muita alegria e estou muito contente por poder estar aqui e ver os sorrisos destas crianças ao entrarem no mar, para fazerem surf, algumas pela primeira vez", disse Luís Figo durante o evento.

 

Patrícia Tadeia

 

Perfil em destaque

Scroll To Top