Itens relacionados

quinta, 20 novembro 2014 13:53

"AQUELE ‘SLAB’ AGUENTA MAR COM QUALQUER TAMANHO"

Henrique Canto Moniz, Sebastião “Sebas” Furtado e Pedro Lagoas contam como foi a sessão no 'Secret Slab' do Porto.

 

A sessão, que publicámos ontem, não foi fácil. Os surfistas entraram já quase de noite numa onda ainda pouco explorada, com muito calhau pelo meio. Todavia, a qualidade das ondas acabou por justificar a aventura, que juntou Henrique, Sebastião e Pedro quase por acaso. Em comum fica a ideia de que poderá ser um spot ideal para tow in, e que se tratou de um desafio aliciante.

 

Henrique Canto Moniz começou por dizer que “foi o Pedro Lagoas que me convenceu a surfar lá”, para de seguida descrever o pico. “É um pico muito difícil de dropar, dava tubos gigantes, e aguenta mar gigante de qualquer tamanho, pois tem um fundão enorme. Tem uma pedra lá fora e um barco muito grande afundado no pico”, afirmou. Para Henrique o spot apresenta um “grande potencial para tow in. Com a mota dava para entrar por trás”. Curiosamente, Henrique nasceu e cresceu naquela zona, mas nunca tinha surfado aquele pico.

 

Sebastião Furtado também deu conta de como aconteceu esta sessão. “Foi uma surfada que aconteceu inesperadamente. Estava na Onda Pura onde ia dar aula de surf, liga-me o Tó Mané a dizer que existiam uns spots a dar boas ondas, mas eu disse que não ia pois tinha de dar aula. Entretanto soube que o aluno tinha cancelado e liguei logo ao Tó, que ainda estava em Matosinhos, e fui ter com ele”, começou por relatar. 

“O Henrique e o Lagoas já iam entrar, cheguei e mal vi a direita a partir fui logo vestir o fato. O problema é que não tinha prancha para aquelas condições e o Henrique, mais habituado a estas andanças, tinha várias pranchas e acabámos por ir os três com pranchas dele. Desde já o meu agradecimento pela 6’2!”, continuou ‘Sebas’.

Sebastião contou-nos como foi a entrada, e a complicada saída.“Começámos a ir em direcção às pedras, eu e o Henrique sempre atrás do Lagoas que era quem conhecia a onda. A entrada foi sem problemas. Quando chegámos ao pico, vimos que a onda era bem mais animal do que parecia de fora! Fomos fazendo umas ondas e ganhando confiança, mas à medida que a maré vazava, a onda ficava mais animal. No fim, já de noite, ela sugava toda e deixava a cabeça do rochedo de fora. Já estava impossível e sem luz. E eu só pensava em como ia ser a saída, olhava para a frente e o corredor para se sair tinha uma pedra a direita que sugava para lá, o que complicava bastante quando as ondas vinham. Lá conseguimos sair pelo meio das pedras, com alguns cortes e ouriços nos pés, mas sem ninguém se magoar”. Apesar das dificuldades, ‘Sebas’ considerou a experiência como “muito boa”, e destacou o “excelente potencial da onda, principalmente sendo puxado de mota de água”.

 

Pedro Lagoas, por sua vez, já tinha o pico debaixo de olho há algum tempo. “Já vão alguns anos desde que começamos a ir espreitar a onda sempre que o mar estava grande, mas sempre sem grande expectativa de ali surfar. Mas cada ano se conhece melhor a onda (até apenas só de olhar), e o ano passado entrei lá a primeira vez, penso que antes já os bodyboarders lá tinham surfado apesar de eu nunca ter assistido”, explicou à SurfTotal.

 

Anteontem foi, então, o dia para experimentar. Pedro Lagoas explica :“o mar estava bonito, clean e era um bom dia para tentar mais uma vez, como andávamos à procura de ondas resolvemos lá ir espreitar, estava um tamanho bom não muito grande e resolvemos após bastante hesitação entrar na água. Não apanhámos muitas ondas, pois a onda não é fácil e assusta bastante, mas é sempre bom experimentar uma onda nova, algumas ondas entram com muita velocidade e é difícil conseguir apanhá-las e são essas as melhores, uma mota de água ali ajudaria bastante para conseguir fazer a parte boa da onda. O problema é saber se a onda vai dar ou não, há até dias maiores em que a onda nem chega a quebrar, por isso é sempre um pouco arriscado preparar o material todo, mota, etc, e chegar lá e nada. É sem dúvida um lugar especial e desafiante”, finalizou.

Se ainda não viste a galeria de fotos, da autoria de Tó Mané, segue LINK.

Perfil em destaque

Scroll To Top