Itens relacionados

quinta, 27 dezembro 2018 09:06

Top 5 spots mais frios do Planeta

O tempo é de inverno, por isso, agarra já no teu fato, gorro e botas e parte connosco nesta incrível aventura

 

O tempo é de inverno, por isso, agarra já no teu fato, gorro e botas e parte connosco nesta incrível aventura por cinco dos mais frios destinos do planeta. Sempre que um swell dá sinal, os surfistas partem à procura de ondas perfeitas na tentativa de obter alguma adrenalina e sanidade mental. Mesmo que isso, por vezes, implique surfar em locais remotos, longe de tudo e de todos, não muito comuns, e com temperaturas negativas à mistura. Afinal de contas, o Surf não é apenas para ser feito quando faz calor e sol, certo?

Brrrrrrr!!! Confere então o nosso Top 5 dos spots mais frios do planeta:

 

~ Tofino @ Canadá ~

Tofino fica na costa oeste da ilha de Vancouver e está considerada a vila do surf da British Columbia, Canadá. Na verdade, está rodeada de montanhas e pinheiros, mas também de ondas bem divertidas que rolam praticamente durante todo o ano. Por aqui é raro estar flat e no verão as praias enchem-se de escolas de surf. A quantidade de ondas para surfar na área é vasta, mas para serem exploradas na perfeição é preciso um barco, algum conhecimento local e bom senso. A temperatura do ar ao longo do ano varia entre os 3 e os 19 graus Celsius, raramente baixa dos -2 ou passa os 23 graus. 

 

Foto: Jeremy Koreski 

 

~ Kamchatka @ Rússia ~

A Península de Kamchatka fica na Rússia Oriental e é a parte da costa mais exposta ao surf, mas também a de mais difícil acesso. O seu potencial é enorme, pois a região é quase inexplorada. As estradas são poucas, portanto, um bom veículo todo-o-terreno é uma das condição obrigatórias. É um local perfeito para os entusiastas da aventura, com a nuance de oferecer umas quantas ondas à mistura. No inverno a temperatura mínima pode chegar aos -14 graus com uma máxima de -6, mas no verão pode atingir uma máxima de 23 graus. 

 

Foto: ESPN

 

 ~ Thurso @ Escócia ~

Não é propriamente o destino por excelência do surf, mas a pequena cidade de Thurso, na zona norte, possui algumas pérolas que já foram até alvo de eventos internacionais. Os dias são curtos e normalmente apresentam um pouco de todas as estações do ano, tendo sempre presentes chuva, neve e sol. As temperaturas médias podem oscilar entre os 4 (inverno) e os 15 graus (verão). Convencido?

 

Photo: O'Neill/Bernhard Ritzer

 

 ~ Reykjavik @ Islândia ~ 

Situada no topo do Atlântico, lá bem no norte europeu, pouco há a dizer sobre esta zona pois o nome diz praticamente tudo. Não é uma área de surf tradicional, mas recebe muitas ondulações e, acreditem, vale a pena explorar… isto se as temperaturas altamente negativas não forem algo que te afete ou intimide. As ondas nem sempre estão perfeitas por aqui, mas uma coisa é garantida: a experiência será inesquecível. As temperaturas vão desde os -3 graus Celsius, em dezembro, aos 14 positivos em julho. 

 

 

~ Lofoten @ Noruega ~ 

Diz-se que o potencial de surf na Noruega é enorme uma vez que esta possui uma costa mais vasta que os Estados Unidos da América. Wow! Porém, sabendo que parte dessa costa se encontra no Ártico, é bom que nos preparemos para temperaturas bem baixas. A norte, as ilhas Lofoten, são seguramente o sítio a visitar, com uma média de temperaturas que rodam os -5 graus em dezembro e os 15 em julho. 

 

Foto: Unstadsurf.com

Perfil em destaque

Scroll To Top