banner topf

Itens relacionados

quarta, 28 maio 2014 12:36

HISTÓRIA DO SURF: JEFFREYS BAY

Numa época em que J-Bay regressa ao Tour, contamos-te um pouco da sua história

 

Localizada no Cabo St. Francis, na África do Sul, Jeffreys Bay é unanimemente considerada uma das melhores ondas do globo. Embora tenha várias áreas surfáveis, é em Supertubes que está a atração principal, onde uma boa direita pode durar cerca de 220 metros! 

 

Golfinhos são regularmente avistados na zona, em grandes grupos, numa zona também faosa pela sua beleza natural. De igual forma os tubarões são presença constante e em 2013 foram registados cerca de meia dúzia de ataques, ainda que nenhum tenha sido fatal.

 

Jeffreys Bay ganhou o nome em homenagem a J. A. Jeffrey, dono de um hotel no local no século 19. O pico foi descoberto pelo pioneiro do surf sul africano John Whitmore em 1959, mas só foi surfado em 1964, por John Grendon.

 

Entretanto, em 1963, o realizador Bruce Brown filmou Mike Hynson e Robert August na “onda perfeita” do Cabo St. Francis, naquela que seria a sequência de maior destaque do mítico filme ‘The Endless Summer’. Quando o filme foi exibido nos Estados Unidos, a Surfer Magazine categorizou a onda de St. Francis como ‘pouco fiável’ e chamou a atenção para a consistência de Jeffreys Bay, o que deu início à ‘invasão’ de visitantes em J-Bay.

 

A partir dos anos 70 vários foram os surfista que se destacaram em Jeffreys Bay, como o australiano Terry Fitzgerald ou Shaun Tomson. Mark Occhilupo, na sua estreia no tour em 1984, foi um dos primeiros goofys a igualar o nível dos regulares em Jeffreys.

 

Nos anos 90, com a diminuição das dimensões das pranchas, o nível de performances em J-Bay decresceu ligeiramente entre os visitantes, porque as pranchas não permitiam executar os ‘turns’ que a onda pedia. Tom Curren e Kelly Slater conseguiram, antes do final da década, ‘dominar’ com mestria a onda, e elevaram novamente os padrões.

 

O World Tour passou por J-Bay entre 1984 e 1996, e mais tarde entre 1998 e 2011, e está este ano de volta à elite competitiva.

 

Entre os vencedores da prova, entre 1998 e 2011, temos nomes como Kelly Slater, Mick Fanning, Joel Parkinson, Andy Irons, Taj Burrow e Jordy Smith.

 

Em 2011, Jeffreys foi considerada a segunda melhor onda do mundo, atrás de Pipeline, pela ‘Surfer’.


Neste vídeo podemos ver o triunfo de Jordy Smith em 2010, no Billabong Pro Jeffreys Bay, com uma vitória perante Adam Melling. 


Perfil em destaque

Scroll To Top