banner topf
quarta, 02 julho 2014 12:42

HISTÓRIA DO SURF: TOM CURREN

Tricampeão mundial acabou com o domínio australiano

 

Apontado por muitos como o homem que voltou a colocar os Estados Unidos no mapa do surf mundial, numa fase em que o domínio australiano era quase absoluto (nos anos 70 e princípio dos anos 80) - Tom Curren nasceu em Newport Beach, Califórnia, em 1964. Filho de um dos pioneiros do big wave surf, Pat Curren, que aos dois anos já empurrava o filho, Tom, nas espuminhas de Santa Bárbara. 

 

Aos 14 anos Tom começou a brilhar ao vencer várias competições ainda como amador, nos EUA, onde foi campeão júnior em 1980. Nesse mesmo ano ainda venceria o título júnior dos World Championships.

 

Tom tornou-se profissional pouco antes de completar 18 anos, ao assinar contrato com a Rip Curl e com a Ocean Pacific, por valores que rondavam os 40 mil dólares anuais, um recorde para a altura para um rookie. 

 

O americano venceu em Trestles no seu evento de estreia, e acabou por participar em apenas quatro provas do Tour nessa época. Volvidos dois anos, Tom já era o quarto do ranking mundial.

 

A sua ascensão meteórica deixava no ar a certeza que o título mundial não era uma questão de ‘se’ mas de ‘quando’.  Tom começou a ganhar eventos com regularidade, e a sua época mágica chegaria em 1985/1986. Num dos melhores heats de sempre, derrotou o quase imbatível Mark Occhilupo em Bells Beach e arrecadou o seu primeiro título mundial, que repetiria no ano a seguir, novamente com vários embates clássicos com Occy.  O seu estilo único passou a ser o padrão que todos os jovens surfistas do mundo queriam imitar.

 

Com Tom Curren como figura de proa, o surf profissional estava no auge. Mas o Tour mundial sofreria pelo seu próprio sucesso, com alguns atletas a perderem interesse face ao calendário brutal. Tom foi um deles, pouco dado à tremenda exposição pública, retirou-se para França no final dos anos 80, com a família. 

 

Em 1990, Tom regressou à competição, e fê-lo com estrondo, ao vencer sete eventos num ano e dessa forma a conquistar o seu terceiro título mundial. Poucas semanas depois, assinou um contrato milionário com a Rip Curl (2 milhões de dólares), e em meados dos anos 90 andou a viajar pelo mundo como a estrela da campanha ‘The Search’.

 

Curren ainda competiria em alguns eventos master já depois de 2000. A filha Lee-Ann marcou presença no Tour feminino em 2010 e os filhos Frank e Pat são surfistas profissionais, com patrocínio da Rip Curl.

 

Tom apareceu em mais de 100 filmes de surf e entrou para o Huntington Surfing Walk of Fame em 1965. Venceu também o prémio de votação do público da Surfer Magazine oitos anos seguidos e é unanimemente considerado um dos melhores surfistas de sempre.

 

Hoje em dia dedica grande parte da sua vida a acompanhar algumas das principais sutrips da Rip Curl, assim como à música, tendo lançado dois álbuns, ‘Tom Curren’ em 2004, e ‘In Plain View’ em 2013.

 

 


Perfil em destaque

Scroll To Top