banner topf
Kai Lenny esteve em evidência no 1º dia do Sunset Open. Kai Lenny esteve em evidência no 1º dia do Sunset Open. Foto: WSL/Tony Heff

Itens relacionados

sexta, 20 janeiro 2017 09:39

MIGUEL BLANCO AVANÇA À RONDA 2 DO SUNSET OPEN

Condições bem exigentes na estreia do português em Sunset Beach… 

 

Começou ontem a 2.ª etapa da nova temporada da Qualifying Series da WSL, o Sunset Open, QS1000 que junta alguns dos melhores surfistas locais e internacionais e tem lugar até 28 de janeiro em Sunset Beach, North Shore de Oahu, Havai. 

 

Miguel Blanco fez a estreia no evento, na bateria 8 do round 1, e não se deu nada mal. O jovem surfista português passou em 2.º lugar com um score de 5,70 pontos (3,25 + 2,45), atrás do havaiano Barron Mamiya que somou 11,15 pontos e acabou por levar a vitória. Pelo caminho ficaram Ryder Guest e Ocean Macedo, terceiro e quarto lugares, ambos do Havai. 

 

Na verdade o dia contou com um swell XXL que obrigou os competidores a colocarem as suas pranchas maiores à prova. “Foi o primeiro heat do ano a surfar com uma 6'10 em Sunset Beach! Não podia ter começado melhor o ano!”, disse Blanco. 

 

 

A ondulação consistente testou o campo de 112 surfistas onde se encontram alguns surfistas inusitados. Kai Lenny, que participa no Big Wave Tour e é um verdadeiro waterman, foi um deles. O havaiano mostrou-se calmo perante a fúria do oceano e não se deu mal neste que foi o seu primeiro ‘QS da carreira. Segundo o próprio, a participação serve de treino para as competições que se avizinham do BWT. 

 

“Pensei que este seria o melhor QS para começar, pois amo Sunset e estamos no Havai. O North Shore é como uma segunda casa para mim e eu apenas o quis fazer porque adoro surfar estes picos sem ninguém. Essa é uma parte, mas eu também adoro competir. Isto manter-me-á focado caso a prova do Big Wave Tour não se realize”, explicou Lenny. 

 

O havaiano mostrou-se bem confiante e conseguiu duas das mais altas pontuações do dia: 8,00 e 7,75 pontos. 

 

Robert Grilho III, de apenas 13 anos, também esteve em evidência na quarta bateria do dia. Com apenas três ondas corridas e um score de 5,25 pontos, o jovem havaiano sobreviveu ao primeiro desafio e acabou mesmo em primeiro lugar, deixando o norte-americano Jordy Collins em 2.º lugar com 5,05 pontos. 

 

O havaiano Anthony Walsh (12,50), o peruano Lucca Mesinas (11,25) e o brasileiro Lucas Silveira (10,75) foram outros que deram nas vistas na ronda 1. 

 

Onze baterias da ronda 2 também foram realizadas com alguns dos clássicos havaianos (Myles Padaca, Jason Shibata, Mikey Bruneau e Kekoa Bacalso) a manterem-se em prova. Kai Lenny já se encontra na terceira fase, novamente com um dos scores mais altos (13,50), tal como o peruano Alonso Correa (13,85), o sul-africano Sebastian Williams (13,00) e o francês Charly Quivront (11,20). 

 

Miguel Blanco volta a competir mais logo, por volta das 19h, na última bateria da ronda 2. O norte-americano Lance Gruver e os havaianos Danny Fuller e Dylan Goodale são os adversários de serviço. 

 

Mais novidades em breve. Fica sintonizado. 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top