Primeiro dia do Ballito Pro foi animado como nos mostra o francês Nomme Mignot. Primeiro dia do Ballito Pro foi animado como nos mostra o francês Nomme Mignot. Foto: WSL/Cestari
segunda, 03 julho 2017 14:10

Frederico Morais afastado no Round 2 do Ballito Pro

QS10000 sul-africano iniciou-se hoje... 

 

Depois da ação feminina, no fim de semana, com Camilla Kemp a alcançar um 9.º lugar, eis que esta segunda-feira serviu de arranque à competição masculina do Ballito Pro presented by Billabong. A prova, que termina a 9 de julho, é o primeiro QS10000 da temporada e a 31.ª etapa da World Qualifying Series da WSL. 

 

Com ondas entre 0,5 e 1 metro, nem sempre fáceis de ler, a ação iniciou-se com o brasileiro Thiago Camarão e o australiano Jacob Willcox a dominarem o Round 1. Ambos os atletas registaram os mais altos scores da fase inicial e avançaram à ronda 2 com 15.33 e 14.84 pontos. 

 

Também na primeira ronda, Heat 8, encontrava-se o português Pedro Henrique que, com 11.53 pontos, garantiu a qualificação e o 1.º lugar na bateria. O brasileiro Flávio Nakagima assegurou o segundo lugar, com 10.83 pontos, e ajudou Henrique a afastar os havaianos Cody Young e Mason Ho, em 3.º e 4.º lugares, respetivamente. 

 

Um pouco mais tarde, fez-se soar a buzinadela para o início do Heat 1 do Round 2, precisamente aquele onde se encontrava Frederico Morais. A concorrência que o português encontrou pela frente foi de alto nível, mas ainda assim, mesmo tendo terminado em 3.º lugar, Kikas nunca baixou os braços. 

 

O sul-africano Michael February e o brasileiro Krystian Kymerson acabaram por se dar melhor nas águas de Ballito, conquistando os dois primeiros lugares, com 13.83 e 12.83 pontos, respetivamente. Kymerson encaixou um “full reverse air” e recebeu 9.00 pontos do painel de juízes. Com 5.97 e 6.27 pontos, total de 12.24 pontos, Kikas ficou a precisar de 6.57 para regressar ao segundo lugar. 

 

Nos últimos instantes, Morais ainda apanhou uma derradeira onda onde aplicou uma batida bem forte e desferiu um snap… mas acabou por receber apenas 3.53 pontos, nota insuficiente para assegurar a passagem. 

 

Com Frederico Morais já fora do evento mantêm-se ainda em prova Vasco Ribeiro e Pedro Henrique, que competem nos heats 20 e 22 do Round 2. Confere as suas baterias: 

 

H20: Ian Gouveia x Ricardo Christie x Vasco Ribeiro x  Yadin Nicol

H22: Ethan Ewing x Victor Bernardo x Dimitri Ouvre x Pedro Henrique

 

Por hoje, a prova terminou no Heat 4 do Round 2 e viu o brasileiro Jesse Mendes e os franceses Charly Martin e Jeremy Flores em grande forma, vencendo as suas baterias e avançando já para a ronda 3. 

Perfil em destaque

Scroll To Top