Evan Geiselman Evan Geiselman Bielmann

Itens relacionados

terça, 04 fevereiro 2014 13:15

JOHN JOHN FLORENCE FICOU PELO CAMINHO NO PIPE PRO

Campeão em título causou a primeira grande surpresa do evento


O americano Evan Geiselman - que foi a figura do dia -, juntamente com Parker Coffin, foram os 'culpados' pelo afastamento de John John. Evan arrancou com duas notas elevadas (9.63 e 8.9), antes sequer que os outros competidores do heat conseguissem pontuar numa onda. De seguida, Parker Coffin arrancou um 9.4 e com esta combinação de resultados, John John ficou entre a espada e a parede, não conseguindo dar a volta ao heat.

"Vencer o JJF no seu 'quintal' é incrível. Consegui aquelas duas ondas rapidamente, e o Parker a dele. Deixámos o John debaixo de muita pressão desde o início", disse Geiselman.

"Quando vi aquela primeira onda a chegar, vi os olhos do Parker a brilhar, mas estava mais fundo, e não quis que ele começasse com uma nota alta, por isso fiz-me à onda. Consegui e acabei por ter um daqueles heats, em que tudo correu bem para o meu lado", assinalou o surfista da Florida.

Quem seguiu em frente para a quarta ronda, ainda que sem grande brilho, foi Kelly Slater. O americano passou em segundo posto, com um total de 10.60, num heat dominado pelo compatriota Chirs Ward, com uma pontuação de 14.10.

"É complicado passar de heats com dois surfistas e 40 minutos, para um de 25 minutos com quatro. Passam a haver metade das oportunidades. Quando não tens prioridade, não tens a liberdade de te posicionar exactamente onde queres, é um jogo diferente", disse Kelly.

Chris Ward sabia exactamente o que precisava de fazer: "Nunca queres ficar a precisar de uma onda quando surfas contra o Kelly. Ele estava a esperar pelas melhores ondas, mas a verdade é que não haviam ondas assim tão boas até ao heat do Evan e do Parker. Seria um sonho para mim ganhar um evento em Pipeline. Já fiquei em segundo contra o Kelly (em 2008), queria redimir-me e ganhar aqui", assegurou Chris Ward.

Perfil em destaque

Scroll To Top