Itens relacionados

quinta, 15 novembro 2018 08:49

Revés para Vasco Ribeiro no Hawaiian Pro

Surfista da Poça afastado no Round 2… 

 

Em ondas de dois metros e com junções a pedir um ataque à altura, a estreia de Vasco Ribeiro no Hawaiian Pro não foi definitivamente a esperada. A prova é a 63.ª etapa do circuito mundial de qualificação da WSL e o penúltimo QS10,000 da temporada. Para assegurar a qualificação ao World Tour o surfista português, neste momento sentado em 23.º lugar no ranking do WQS, tem necessariamente que conseguir um bom resultado no Havai. 

 

Acontece que Vasco Ribeiro foi afastado no Heat 8 do Round 2, com 11.93 pontos, ficando atrás do havaiano Barron Mamiya (13.83 pts) e do sul-africano Adin Masencamp (12.43 pts) que seguiram para a ronda seguinte. Com a eliminação prematura em Haleiwa, o surfista da Poça compromete as aspirações de uma eventual qualificação ao World Tour, mas terá uma última hipótese em Sunset Beach onde, entre 25 de novembro a 6 de dezembro, tem lugar o derradeiro QS10,000 da temporada - o Vans World Cup. 

 

Agora, provavelmente, após este evento Vasco Ribeiro irá afundar-se na classificação do ranking e verá a distância pontual aumentar um pouco mais relativamente à bolha de qualificação. Isto significa que Sunset Beach será um autêntico “mata mata” e que terá que conseguir algo fantástico, algo como Frederico Morais fez por exemplo em 2016 no ano em que se qualificou - fez as duas finais nos eventos QS10,000 havaianos. 

 

Por sua vez, Kikas não competiu ontem, mas irá seguramente fazê-lo hoje, no Heat 2 do Round 3, frente a Jessé Mendes (Brasil), Ramzi Boukhiam (Marrocos) e Mateus Herdy (Brasil). Morais é 45.º no ranking da Qualifying Series e, embora se encontre em 21.º lugar no ranking do WCT, pode assegurar a qualificação via WQS caso consiga bons resultados nestas últimas provas em Haleiwa e Sunset Beach.

 

Acompanha a ação, a partir das 17h30, neste link

 

Perfil em destaque

Scroll To Top