Itens relacionados

sexta-feira, 23 novembro 2018 10:17

Turista morre ao pisar ilha de tribo indígena das Andamão 

Tribo vive isolada e baseia a sua subsistência na caça e colheita… 

 

As Ilhas Andamão são um dos segredos mais bem guardados do mundo do surf. Tal como muitas outras ilhas que jazem no Índico, também por aqui é possível encontrar ondas perfeitas e longas, daquelas que preenchem o sonho de uma ávida comunidade de surfistas. 

 

No entanto, chegar até lá é quase sempre um processo complicado e demorado, deveras dispendioso. Além de que a região esconde alguns perigos, como tribos indígenas que foram resistindo à colonização graças à agressividade com que recebiam os exploradores/visitantes. 

 

O caso que aqui revelamos, aparentemente, nada tem a ver com surf, mas não deixa de servir de exemplo. 

 

 

Segundo a Lusa, indígenas mataram um turista norte-americano que se arriscou a chegar a uma ilha indiana remota no arquipélago de Andamão e Nicobar, no Oceano Índico, com acesso proibido para proteger o povo que a habita.

 

"O turista é cidadão norte-americano e foi visto pela última vez no passado dia 16 de novembro pelos pescadores que o acompanharam até à ilha Sentinela do Norte", explicou Jatin Narwal, porta-voz da Polícia de Andamã, na baía de Bengala.

 

Os pescadores que o levaram anunciaram o ocorrido a um "amigo local", que por sua vez alertou as autoridades, acrescentou a fonte. A polícia local procedeu então a uma investigação que determinou que John Chau, 27 anos, morreu assassinado pelos indígenas.

 

As autoridades desconhecem até agora de que forma o turista morreu, ainda que segundo a imprensa local a vítima tenha morrido pelo impacto de flechas, pouco depois de ter posto os pés na ilha. Frequentemente descritos como a tribo mais isolada do planeta, os habitantes da ilha Sentinela do Norte vivem em autarcia (tranquilidade de espírito) nessa ilha.

 

 

O governo indiano proíbe a aproximação a menos de cinco quilómetros da ilha.

 

"A ilha de Sentinela do Norte é uma área proibida, a entrada nessa ilha está restringida pela regulação para a Proteção das Tribos Aborígenes, ninguém tem permissão de lá ir", disse um porta-voz da polícia. Segundo a organização não-governamental 'Survival International', em 2006, os indígenas que habitam a ilha há 55.000 anos mataram dois pescadores que se aproximavam da costa.

 

A população indígena das ilhas Andamã conta com 28.077 indivíduos, segundo dados da Comissão Nacional Para as Tribos (NCST). As ilhas Andamã e Nicobar, situadas a cerca de 1.000 quilómetros do território da Índia, eram pouco visitadas até à época colonial, permitindo que as tribos mantivessem intacta a sua forma de vida. Hoje em dia, a maioria dos 'Andamaneses' reside em assentamentos concedidos pelo governo indiano. Ainda assim, existem algumas tribos que vivem isoladas e baseiam a sua subsistência na colheita e na caça.

 

Segundo a Surftotal apurou, John Allen Chau era um missionário norte-americano do Alabama que visitou a ilha de Sentinela do Norte na tentativa de converter a tribo ao cristianismo. 

Perfil em destaque

Scroll To Top