O Campo Magnético da Terra. O Campo Magnético da Terra. Foto: DR

Itens relacionados

segunda, 21 janeiro 2019 16:39

Campo magnético da Terra deslocou-se inesperadamente 

Episódio obriga a uma nova atualização do Modelo Magnético Mundial…

 

O polo norte magnético terrestre está a deslocar-se, devido a movimentações do ferro líquido no núcleo do planeta, e está a obrigar a uma antecipação de um ano do modelo que descreve o campo magnético e suporta os sistemas de navegação.

 

A versão em vigor do Modelo Magnético Mundial é datada de 2015 e era para durar até 2020, mas a nova atualização vai ser feita este mês de janeiro. 

 

Tudo porque o campo magnético, que protege a Terra dos ventos solares e radiações cósmicas e cujos polos se situam próximo dos polos geográficos do planeta, está a mudar muito rapidamente e os cientistas têm de antecipar uma revisão do modelo.

 

Em 2018, especialistas em geomagnetismo aperceberam-se que a margem de erro do modelo estava perto de ultrapassar o limite do aceitável para os erros de navegação.

 

Dois anos antes, depois de o Modelo Magnético Mundial ter sido atualizado, parte do campo magnético, mais a sul, desviou-se temporariamente para o norte da América do Sul e o leste do Oceano Pacífico. As oscilações no polo magnético norte agravaram os problemas. As primeiras medições, em 1831, situavam-no no Ártico Canadiano. Em 2001, entrou no Oceano Ártico.

 

Os geólogos acreditam que a Terra tem um campo magnético porque o núcleo é formado por um centro de ferro sólido cercado por metal líquido que se encontra em rápida rotação. Isso cria um “dínamo” que comanda o campo magnético.

 

Há muito tempo que os cientistas suspeitam que, como o núcleo fundido está em constante movimento, as mudanças no seu magnetismo podem estar a afetar a localização na superfície do norte magnético.

 

A nova atualização do Modelo Magnético Mundial terá em conta dados dos últimos três anos e será mantida até nova revisão, em 2020.

Perfil em destaque

Scroll To Top