Yoyi, a morte aos 39 anos, no mundo da droga. Yoyi, a morte aos 39 anos, no mundo da droga. Foto: DR

Itens relacionados

terça, 19 fevereiro 2019 09:42

Ex-campeão de surf assassinado na Colômbia

Há coisas que não mudam neste país da América do Sul... 

 

Sempre que falamos na Colômbia o nosso imaginário leva-nos a cruzar os cartéis dos senhores da droga, Pablo Escobar, Carlos Lehder e outros nomes de narcotraficantes que ficaram conhecidos ao longo de décadas. 

 

Ainda hoje, há velhos hábitos e formas de atuar que não mudam no dia-a-dia não só da Colômbia, mas em muitos países da América do Sul. 

 

Na passada semana uma triste notícia foi revelada ao mundo do surf. O corpo de Jorge Junior Albor Argüelles, mais conhecido por Yoyi, foi encontrado sem vida por um polícia numa estrada municipal de Puerto Colombia. 

 

Yoyi, de 39 anos, era chamado de “Príncipe das Ondas” porque desde há muito que era um dos maiores campeões de surf do país. De origem humilde, começou a surfar aos 14 e três anos mais tarde, aos 17 anos, venceu o seu primeiro campeonato. 

 

Por três vezes se sagrou campeão nacional e chegou a participar em competições na Costa Rica e Venezuela. 

 

 

Quando chegou aos 30 anos, a sua vida tomou outro rumo. Entrou no mundo da droga e, embora tivesse entrado em várias clínicas de reabilitação, nunca conseguiu realmente escapar ao vício da heroína. 

 

As circunstâncias do seu assassinato não são claras, mas várias testemunhas relataram à polícia que viram uma motorizada com dois homens a fugir do local. 

 

Yoyi perdeu a vida precisamente no local onde começou a dar os primeiros passos no surf, o Bairro de Miramar. 

 

Um adeus eterno, Yoyi! 

Perfil em destaque

Scroll To Top