Miguel Blanco tem-se dado bem na onda de Cacimba do Padre Miguel Blanco tem-se dado bem na onda de Cacimba do Padre WSL/Poullenot

Itens relacionados

sexta, 22 fevereiro 2019 13:56

Oi Hang Loose Pro - Miguel Blanco é único português na ronda 4

Vasco Ribeiro e Frederico Morais não resistiram à ronda 3.

Os 12,53 e a segunda melhor onda da bateria não foram suficientes para Vasco seguir em frente, o ex-campeão mundial junior liderou até muito perto do final mas acabou por ser ultrapassado pelo peruano Miguel Tudela e também pelo francês Charly Martin já com as últimas notas a saírem depois da buzina final.

As ondas mexidas de Cacimba do Padre, em Fernando Noronha (Brasil) também não foram simpáticas com Frederico Morais. Ainda a surfar com uma protecção no tornozelo direito (fruto da entorse que o condicionou no final da época passada e o obrigou a estar quase 2 meses sem surfar) Kikas fez 10,67 e acabou por ser último numa bateria em que o brasileiro Yiago Dora (16,90) passou em 1º e o inglês Luke Dillon (12,50) em 2º.

Antes de Vasco e Frederico caírem já Miguel Blanco se tinha apurado para a ronda 4 e acaba por ser o único português ainda em prova nesta primeira etapa de 6.000 pontos do calendário WQS de 2019. Miguel apurou-se na ronda 3 ao ser 2º (13,67) numa bateria ganha pelo brasileiro Jadson André  (15,34) e eliminando os brasileiros Jesse Mendes e Madson Costa. Na ronda. O surfista do Estoril vai entrar logo na 1ª bateria da ronda 4 para competir com o campeão do Mundo - o brasileiro Gabriel Medina - e o australiano Reff Heazlewood.

Luís Perloiro, outro surfista da armada lusa que também participou neste campeonato na ilha brasileira de Fernando Noronha, já tinha sido eliminado na ronda 2.

Perfil em destaque

Scroll To Top