Itens relacionados

domingo, 24 fevereiro 2019 13:53

JADSON ANDRÉ VENCE HANG LOOSE PRO CONTEST 2019

Garra, coneção e motivação acabaram por ditar o resultado no QS 6000 Hang Loose Pro Contest 2019 em Fernando de Noronha.

Surf de alta performance marcou o ultimo dia da etapa do circuito mundial de qualificação mais cotada até ao momento. A ação decorreu à semelhança dos dias anteriores na onda de Cacimba do Padre, hoje com condições de ondas a rolar para ambos os lados a variar entre o metro e o metro e vinte de altura.

O veterano e surfista de elite Jadson André venceu o QS 6000 em Fernando de Noronha.

"Eu surfei cinco vezes antes de chegar a Noronha, desde Dezembro até antes desta prova. Muitas coisas aconteceram desde Dezembro até agora, e não estou a dramatizar acreditem, uma lesão no joelho, também uma batéria que apanhei e me enfraqueceu, eu estava pouco preparado antes de chegar a Noronha. A vitória que eu conquistei hoje foi devido ao meu estado mental que acabou por ser determinante. Foi íncrivel", confessou Jadson André após a vitória.

Numa final muito equilibrada Jadson venceu o surfista que até então tinha sido uma das maiores sensações do evento, Yago Dora(Br) que disputou o segundo heat da meia final com o Italo Ferreira. Yago Dora é um exemplo em como a força motivacional pode fazer toda a diferença. "tenho ganho mais confiança o meu surf está melhor, após ter ganho o QS 3000 Red Nose São Sebastião Pro em Maresias durante o passado mês de Novembro". E de fato Yago Dora mostrou isso mesmo durante esta etapa pois para além de fazer as duas notas mais altas(meias finais e final) em duas ondas onde aplicou dois grandes aéreos, conquistando assim 9 pontos em 10 possíveis em cada uma delas, eliminou Italo Ferreira que com um jogo igualmente forte nas manobras aéreas não conseguiu ultrapassar o seu compatriota e jovem surfista de elite.

Jadson André fez uma final muito coerente com o seu surf explorando assim melhor forma as melhores ondas que apareceram com um surf preenchido de manobras clássicas, ao contrário do seu adversário que apostava nas manobras aéreas. Já durante os quartos de final Jadson havia eliminado o campeão do mundo Gabriel Medina.

"Eu adoro vir a Fernando de Noronha pois sempre fui bem recebido aqui, as pessoas locais sempre foram impecáveis comigo, quero agradecer do fundo do coração. Adoro as ondas daqui mas confesso que não fosse o tratamento extraordinário que tenho recebido desde a primeira vez que aqui vim, não voltaria todos os anos como tenho vindo a fazer." Finaliza Jadson André.


Perfil em destaque

Scroll To Top