Itens relacionados

sábado, 27 abril 2019 03:09

J.J. Florence e Courtney Conlogue vencem o Rip Curl Pro Bells Beach 2019

Duas finais muito disputadas ditaram vitórias merecidas nesta 50ª edição do Rip Curl Pro Bells Beach.

Ondas muito grandes e massivas, embora mais ordenadas do que ontem, sexta feira, permitiram performances espetaculares no ultimo dia da segunda etapa do circuito mundial de elite da World Surf League. John John Florence numa final disputada até ao ultimo minuto foi o vencedor da prova masculina, derrotando o Brasileiro e companheiro de equipa Filipe Toledo. Já na prova feminina a Norte Americana Courtney Conlogue superiorizou-se à Havaiana Malia Manuel, após esta ultima ter começado a final da melhor da forma.

Podemos afirmar categoricamente que John John Florence está de volta a 100% após a sua complicada lesão que o afastou do Championship Tour da World Surf League durante a ultimo semestre de 2018. Durante este ultimo dia foram Três heats que nos permitiram assistir à performance dominadora do surfista Havaiano, não que este tivesse começado todos os três heats a dominar a bateria, muito pelo contrário, a primeira metade de todas as eliminatórias foi dominada pelos seus adversários, Gabriel Medina nos quartos de final, Jordy Smith nas meias finais e Toledo na final. Todos estes começaram as baterias melhor que John John, mas acabaram por ser derrotados na ultima metade de todas elas. Na final Filipe Toledo teve uma oportunidade no ultimo minuto mas a onda acabou por não abrir da melhor forma para o atleta Brasileiro deixando assim o tocar do Sino de Bell's Beach para John John Florence e assumir a liderança do Ranking Mundial da WSL.

De assinalar o surf de Ryan Callinan(Aus) que nas meias finais, (após derrotar Kelly Slater nos quartos), por pouco não derrotou Filipe Toledo, fazendo mesmo a melhor onda do heat, e ficando a necessitar de uma onda de pouco mais de 6 pontos para selar um lugar na final deste histórico evento que acontece no local onde nasceu a RIP CURL uma das marcas mais icónicas do surf mundial, Bells Beach Victoria, Australia.

O caso do dia aconteceu durante os quartos de final entre o Sul Africano Jordy Smith e o Brasileiro Italo Ferreira, tendo este ultimo cometido uma interferência quando Jordy tinha a prioridade. Apesar de Italo aparentemente não perturbar a onda de Smith as regras da WSL são bastante claras e parece que Italo Ferreira não estava a par destas pois efetuou um bottom turn quando Jordy Smith remava para a onda (na espuma), quando podia ter simplesmente ido em frente. Italo que fez a melhor onda do heat, um 8,40 pontos em 10 possíveis foi assim eliminado.

 

RANKING MUNDIAL WSL APÓS BELLS BEACH:

 

  • Créditos fotos: © WSL / Cestari

Perfil em destaque

Scroll To Top