ActivoBank
Kelly Slater no centro das atenções (como já é habitual) Kelly Slater no centro das atenções (como já é habitual)

Itens relacionados

sábado, 25 maio 2019 01:15

KELLY SLATER VENCE SUPER HEAT CONTRA FILIPE TOLEDO

Estratégia de Slater resultou na plenitude passando assim às 1/2 finais no Corona Bali Protected 2019.

Que grande momento em Keramas, Bali, Indonésia. A terceira etapa do Championship da World Surf League assistiu este Sábado (madrugada de sexta Portuguesa) a um momento inesquecível. O terceiro heat dos quartos de final do Corona Bali Protected tiveram como protagonistas o 11 vezes campeão do mundo Kelly Slater e o Brasileiro sensação dos aéreos, Filipe Toledo. As apostas eram favoráveis a Filipe Toledo, atleta de apenas 24 anos de idade que é famoso pelas suas manobras aéreas e surf veloz. Já Slater de 47 anos de idade tinha a seu favor toda a experiência e "mind games" que o caraterizam.

"O Filipe é o melhor surfista de ondas pequenas no momento", dizia Kelly Slater em público e aos media, durante o dia de ontem, uma afirmação vista por todo o mundo do surf e também por Filipe Toledo, esta nada tinha de espontaneidade mas sim o inicio dos "mind games" de Kelly Slater. Aliás estes foram tão eficazes que durante o heat assistimos a um Filipe Toledo a tentar combater o surf de Slater com tuos profundos em vez de fazer o surf que o carateriza, o Surf aéreo. 

Faltaram estas manobras ao surf de Filipe Toledo durante o Super Heat.

Slater começou o heat logo a dominar ao "forçar" Toledo a entrar numa onda sem potêncial. O atleta Brasileiro esteve sempre à mercê de Slater. O 11 vezes campeão do Mundo efetuou tubos profundos nas melhores ondas que apareceram durante o heat, complementados de seguida com manobras de raill. Uma vitória de mestre que colocou Slater nas meias finais e automaticamente a poder começar a pensar num possível título mundial em 2019.

"Isto é uma maratona e não um sprint", afirmava também Slater durante o dia de ontem, e a verdade é que o surfista que for mais consistente em 2019 no Tour de Elite da WSL conquistará o ceptro máximo do Surf Mundial.

 

Aqui em Bali a prova tem sido especial pois para além da proximidade que o público e fãs têm do surf e dos melhores surfistas do Mundo, há uma energia muito positiva no ar que caracteriza estas paragens do Sudoeste Asiático.

Perfil em destaque

Scroll To Top