quarta, 17 julho 2019 15:57

FILIPE TOLEDO E KANOA IGARASHI DESTACAM-SE NA RONDA DE 16 DO CORONA OPEN J-BAY

O Corona Open J-Bay abriu as hostilidades com a ronda de 16 masculina num manhã cheia de acção e surpresas com a chegada do novo swell...

 

Ao longo do dia foram realizados todos os heats da ronda de 16 masculina e os quartos-de-final feminino.

A manhã iniciou com um choque para os sul africanos que assistiram à eliminação do seu ídolo Jordy Smith no heat de abertura da ronda contra o australiano Owen Wright.

Este foi um heat muito disputado com troca de notas muito semelhantes, onde o pequeno detalhe de precisão no encadeamento de manobras de Owen Wright fez toda a diferença, levando o australiano aos quartos-de-final com um score total de 16.23 pontos em 20 possíveis contra os 14.70 de Jordy Smith.

OWEN WRIGHT WSL/TOSTEE

 

De destacar o atual campeão mundial, Gabriel Medina que esteve no prejuízo a maior parte do heat 2 contra o rookie australiano Ryan Callinan acabando por virar o heat nas suas duas últimas ondas. Uma diferença de pouco mais de 1 ponto levou Medina a eliminar Callinan ao conseguir um score total de 12.94 pontos contra os 11.67 do rookie australiano.

GABRIEL MEDINA WSL/TOSTEE

 

Como era de esperar Filipe Toledo arrasou as longas direitas de J-Bay com um surf de rail a alta velocidade e a sua excelente percepção de colocar a manobra certa na secção ideal. O brasileiro demonstra muito conectividade com a onda de J-Bay e essa relação faz do atleta um alvo a bater.

William Cardoso andou no prejuízo durante o heat 4 disputado com Toledo, não encontrando nenhuma onda para sair da combinação de duas ondas de 9.43 e 8.83 pontos em 10 possíveis em que o seu conterrâneo o deixou.

FILIPE TOLEDO WSL/SLOANE

 

De destacar também Kanoa Igarashi, o 2º homem a fazer o melhor total do dia com 17.24 em 20 pontos possíveis, atrás de Filipe Toledo com 18.26 pontos.

 

O surfista Japonês parece imbatível nesta prova onde tem vindo a eliminar os seus adversários de forma muito inteligente e autoritária. A sua estratégia ao longo da prova mostrou ser uma táctica de êxito e vimo-la quando Kanoa iniciou a sua primeira onda de forma matadora criando de imediato pressão no seu adversário Peterson Crisanto que acabou eliminado com um score total de 11.73 pontos.

KANOA IGARASHI WSL/SLOANE

 

Filipe Toledo e Kanoa Igarashi são de forma clara os atletas do evento tendo-o provado hoje ao conseguir os melhores totais combinados.

Esta parece ser uma final de sonho do Corona Open J-Bay 2019, mas infelizmente ver os dois surfistas na final não passa mesmo disso. Se ambos passarem os quartos-de-final irão  encontrar-se nas meias-finais, querendo isto dizer que podemos ter uma final antecipada na segunda meia-final do evento.

 

Já no circuito feminino a havaiana Carissa Moore foi a surfista que mais se destacou ao conseguir o melhor score total com 17.67 pontos eliminando assim a francesa Johanne Defay.

CARISSA MOORE WSL/TOSTEE

A defensora do título de campeã da etapa, Stephanie Gilmore também foi eliminada nos quartos-de-final ao perder no primeiro heat contra a americana Caroline Marks. Caroline conseguiu um score total de 14.44 contra os 13.10 da australiana passando assim à semi-final onde vai competir com Carissa Moore.

CAROLINE MARKS WSL/TOSTEE

Malia Manuel e Lakey Peterson irão também defrontar-se na segunda semi-final do evento.

A havaiana Malia Manuel assegurou a sua passagem ao eliminar a australiana Sally Fitzgibbons enquanto a americana Lakey Peterson eliminou a sua conterrânea Courtney Conlogue.


Perfil em destaque

Scroll To Top