YOLANDA HOPKINS E LEONOR FRAGOSO VÊM A SUA PRESTAÇÃO NO QS 3000 NA AUSTRÁLIA CHEGAR AO FIM Yolanda Hopkins Foto: ANS

Itens relacionados

quarta, 26 fevereiro 2020 14:48

YOLANDA HOPKINS E LEONOR FRAGOSO VÊM A SUA PRESTAÇÃO NO QS 3000 NA AUSTRÁLIA CHEGAR AO FIM

Na Ronda 2 do Sisstrevolution Central Coast Pro...



A etapa feminina e masculina da Qualifying Series (QS) com estatuto de 3,000 pontos viu a realização da ronda 1 e 2 feminina no segundo dia de provas em Avoca Beach, Austrália.

Leonor Fragoso foi a primeira surfista lusa a entrar na água no heat 1 da ronda 2, contra a atleta argentina Josefina Ane, a brasileira Anne dos Santos e australiana Bodhi Leigh-Jones.

Leonor começou a sua prestação da pior forma tendo o azar de fazer uma interferência logo na primeira onda, o que lhe dificultou a tarefa ao longo do heat.

Já Bodhi Leigh-Jones dominou o heat vencendo com um total combinado de 12,67, em 20 pontos possíveis, avançando à ronda seguinte juntamente com Josefina Ane, que assegurou o segundo lugar com um total combinado de 9,67, deixando Anne dos Santos e Leonor Fragoso em terceiro e quarto lugar, com um total combinado de 9,03 e 4,67, respectivamente, e consequentemente fora do evento.

A segunda e última representante portuguesa a competir no evento, Yolanda Hopkins,  entrou em prova no heat 3 da ronda 2 contra as australianas Tru Strarling, Mikaela Greene e Amber Dods.

A campeã nacional mostrou desde cedo o seu bom momento de forma, liderando o heat e deixando as surfistas australianas na luta pelo segundo lugar.

Mas, a meio do heat, Mikaela Greene consegui encontrar duas ondas sólidas pontuadas com um 5,17 e um 5,83, em 10 pontos possíveis, assumindo a liderança e deixando Yolanda Hopkins em segundo lugar a precisar de um 6,17 para voltar à primeira posição.

Pouco depois, Amber Dods, que se encontrava em quarto lugar, fez duas ondas médias, um 5,57 e um 5,20, e subiu directamente para o segundo lugar deixando a surfista algarvia em terceiro e consequentemente fora da etapa.

Este não foi, certamente, um resultado desejado para as surfistas nacionais, mas a temporada do QS ainda agora começou e muitas provas ainda estão por disputar, pelo que as nossas atletas ainda têm muitas oportunidades para mostrar o seu surf e subir no ranking.

 

Bethany Hamilton Foto: WSL/ETHAN SMITH

Perfil em destaque

Scroll To Top