O Francês Maxime Huscenot à esquerda, Vasco Ribeiro ao centro, e por ultimo o Canário Jonathan Gonzalez são três dos surfistas profissionais que vestem Deeply O Francês Maxime Huscenot à esquerda, Vasco Ribeiro ao centro, e por ultimo o Canário Jonathan Gonzalez são três dos surfistas profissionais que vestem Deeply Carlos Pinto

Itens relacionados

terça, 02 julho 2019 15:29

Pelo 2º ano consecutivo, Deeply lidera na escolha dos fatos de surf em Portugal

Os spots foram agrupados em grandes zonas: Porto e Norte, Centro, Oeste, Ericeira, Sintra, Cascais, Caparica, Costa Alentejana e Algarve.


A Deeply, é pelo segundo ano consecutivo, a marca de fatos de surf mais usada em Portugal, de acordo com um estudo de mercado independente( efetuado pela 2 II - Informática E Informação , Limitada), que analisou o perfil de 2074 praticantes de surf em Portugal.
Num universo de mais de 2000 praticantes de surf, analisado entre as praias do Porto e Norte, Centro, Oeste, Ericeira, Sintra, Cascais, Caparica, Costa Alentejana e Algarve , a Deeply destacou-se em primeiro lugar na preferência dos surfistas em Portugal.

"A Deeply continua a inovar no que se refere à sua gama de fatos de surf. Em 2017 lançou a gama Competition, destinada a surfistas mais exigentes e com um especial enfoque no conforto e flexibilidade com preços entre 220€ a 360€. Em 2018, alargou a oferta a mais duas novas gamas: Premium e Pure. A gama Premium foi desenvolvida incorporando o feedback dos nossos atletas e com a necessidade de apresentarmos ao mercado uma gama com elevado grau de elasticidade e leveza com ofertas que vão dos 129€ a 219€. Já a gama Pure foi especialmente desenvolvida e pensada para todos os iniciantes da modalidade com preços de 109€ até 130€
Com esta nova estrutura de gama, a Deeply cobre necessidades de todos os surfistas, desde os mais “addicted” até aos que se vão iniciar no surf. " explica Ricardo Aragão Head of Marketing da Deeply Europe.
 
“Confesso que fiquei bastante motivado mas não surpreendido com este resultado. Na Deeply, acompanhamos diariamente as nossas vendas, país a país e praia a praia.Neste último ano voltamos a ter um forte crescimento nos fatos de surf, não só em Portugal como no resto da Europa. Aliás, em Portugal, para além de mantermos a liderança aumentamos em 4 pontos percentuais a nossa quota de mercado. O trabalho da equipa de produto e designers com os nossos atletas, a melhoria de exposição do produto no site com um novo wetsuit guide mais simples e intuitivo e a introdução de novas gamas na oferta dos fatos são alguns dos principais fatores de sucesso para este resultado. “ – refere Ricardo Aragão, Head of Marketing da Deeply Europe.
 
Metodologia usada no estudo:
Praticantes de surf em Portugal Continental numa amostra de 2074 praticantes de surf com margem de erro para um intervalo de confiança de 95% de +/- 2,14%.
A amostra é representativa da prática de surf em Portugal Continental tendo sido distribuída pelo vários spots de acordo com o número de praticantes.
Os spots foram agrupados em grandes zonas: Porto e Norte, Centro, Oeste, Ericeira, Sintra, Cascais, Caparica, Costa Alentejana e Algarve.
Método de recolha de informação via entrevista pessoal nos spots através de tablet.


 
 
 

Perfil em destaque

Scroll To Top