Itens relacionados

sexta, 22 março 2019 17:29

PEDRO BARBUDO - SELECCIONADOR DO SURF TEAM RÚSSIA

Português Pedro Barbudo (ex selecionador Português de Surf) é a mais recente aquisição da seleção Russa de Surf.

Portugal pode encher-se de orgulho, há três países que optaram por treinadores "made in Portugal" para estarem à frente das suas seleções nacionais de surf. Agora que o Surf entrou nos jogos Olímpicos (Japão 2020), a corrida ao ouro olímpico "obrigou" que todos os Países investissem  a sério nas suas equipas.

Pedro Barbudo na Rússia, Paulo do Bairro na Dinamarca e Miguel Moreira, apesar de treinar apenas um atleta Polaco, também se insere nesta demanda.

A Surftotal falou com os três treinadores, e cada um dos treinadores à sua maneira conquistaram naturalmente estas oportunidades. 

 

Hoje podes ler a entrevista de Pedro Barbudo e perceber o seu trajeto até à chegada da seleção nacional da Rússia. 

 

ENTREVISTA INTEGRAL - PEDRO BARBUDO - SELECIONADOR RUSSO DE SURF:

Surftotal: Conta-nos um pouco do teu trabalho no mundo do surf este ultimo ano?
Pedro Barbudo: Durante 2018 estive envolvido no mundo do Surf mais uma vez em várias áreas, diferentes níveis de praticantes e inúmeros perfis de pessoas:
Pelo 4º ano fui professor na Universidade Lusófona no Curso de treinadores de Surf Nível I em 5 turmas em Lisboa e uma no Porto num total de 170 alunos futuros treinadores/professores. Sou também coordenador de estágios destes mesmos alunos durante os 6 meses que trabalham em diversas escolas de Surf antes de terem o seu certificado profissional.
Pelo 7º ano dei formação de Surf na ESHTE nas 4 turmas de licenciatura e duas de mestrado em animação marítimo turística.
Como treinador, neste ano treinei apenas uma atleta a tempo inteiro no seu 1º ano competitivo, uma jovem esperança do Surf Nacional nas meninas Sub 14, Gabriela Dinis e tenho um total de 4 sufistas com mais de 30 anos que dou treinos técnicos semanais em regime privado sem objetivos competitivos. Para além destes dou ainda aulas de outside a mais 4 alunos de nível intermédio, ajudando-os a gerir e otimizar as suas sessões particulares ou num máximo de 2 alunos.
Tenho também um serviço de acompanhamento técnico de Surf online desde 2014 – www.coachsurfonline.com
Desde 2000 que nunca parei de dar aulas de iniciação e em 2018 dei aulas de iniciação a grupos de pequenas dimensões com bastante regularidade, trabalhando com escolas locais em grupos mais específicos e no Verão principalmente com iniciantes Russos através de um projeto de um amigo já há 6 anos.

Pedro Barbudo tem uma carreira de sucesso no ensinamento do surf. Aqui já com o team feminino da Rússia durante um treino em Portugal.

 

"aproximar-mo-nos do 20º posto é um primeiro passo."



Como surgiu esta oportunidade de treinar a seleção Russa?
Através do tal projeto de um amigo “ The Portugal Wave” que trabalho com begginers e intermédios de nacionalidade Russa há quase 6 anos e por intermédio dos contactos desse trabalho que vim a conhecer alguns surfistas russos com nível elevado/competição e tive a oportunidade de dar treino a alguns deles e dai veio o convite por parte da Federação Russa de Surf.

Quais os principais objetivos?
Representar dignamente o Surf na Rússia como um País a iniciar-se nestas lides competitivas, é com certeza o objetivo principal. Vai ser a 1ª vez no Eurosurf e no ultimo ISA, a Rússia ficou na 27ª posição. Face a isto, uma primeira estreia no surf Europeu é uma incógnita e no caso do mundial ISA, aproximar-mo-nos do 20º posto é um primeiro passo.
Elevar o nível técnico individualmente de cada membro desta equipa e puxar por gerações vindouras será o segundo objetivo deste trabalho, até porque poderei vir também a trabalhar com a seleção júnior.


Agora que a modalidade surf está nos jogos olímpicos, como vês esta realidade? os pontos positivos?
Vejo com bons olhos pois penso que o Surf tem todas as condições de estar onde os outros desportos estão ao seu mas elevado nível, ou seja os Jogos Olímpicos. Os pontos positivos são de fazer com que os melhores surfistas de cada pais poderem vir a ter melhores condições e reconhecimento na sua carreira desportiva, podendo ter repercussões positivas (e também negativas) para os outros atletas.

 

 

"No geral, a equipa tem um nível técnico médio com margem de progressão,

muita vontade e paixão pelo Surf"

 


Onde são efetuadas as preparações do team Russo? Como se processa?
Neste primeiro estágio de seleção, o objetivo foi escolher a equipa que irá representar a Russia no EuroSurf a realizar em Julho cá em Portugal (Santa Cruz) e mais tarde no Isa World Surfing Games no Japão. Este estágio de uma semana foi realizado cá em Portugal no final de Fevereiro. Durante essa semana, realizámos vários exercícios de avaliação e identificação de pontos técnicos e de perfil pessoal de cada um dos atletas.


Podemos encontrar já um bom nível de surf no team Russo?
Já temos um bom nível em alguns sufistas, ate porque alguns mudaram as suas vidas pelo surf e mudaram-se há poucos anos para países com ondas e melhores temperaturas. No geral, a equipa tem um nível técnico médio com margem de progressão, muita vontade e paixão pelo Surf.

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top