Itens relacionados

quarta, 25 junho 2014 15:59

CAMILLA KEMP: "TEMOS OS NOSSOS 'GRITOS DE GUERRA'"

A SurfTotal falou com a mãe, Anne Wingels.

 

Distribui sorrisos pela praia, quando passa no areal. Todos lhe conhecemos a simpatia, mas também a timidez e humildade. Camilla Kemp é uma das grandes revelações do surf feminino. Com apenas 17 anos, a surfista do Guincho alcançou o título de campeã nacional de sub 18 feminino, um título de vice-campeã nacional de Surf Open Feminino e um excelente 4º lugar na sua primeira presença numa etapa do Circuito Europeu Pro Junior. A Liga Moche do ano passado também lhe correu bem. Ficou em 2º lugar, atrás de Carina Duarte. Filha de pai holandês e mãe alemã, nasceu em Lisboa e fortemente integrada na nossa cultura. Para a conhecermos melhor, falámos com a mãe, Anne Wingels, 53 anos. Se quiseres saber mais sobre ela, também podes visitar o seu novo site, lancado este ano. 

 

Costuma acompanhar a sua filha nas provas?
Tento sempre acompanhá-la mas quando não posso ir, fico colada ao ecrã do computador.

 

Como é que lhe transmite o seu apoio? Que conselhos lhe dá?
Acho que ela sabe que tem sempre o meu apoio. Conselhos relativos ao surf e à competição não são da minha competência, mas temos os nossos “gritos de guerra” :)

 

Como tem visto a evolução dela ao longo dos anos?
Com orgulho, claro! Ela é muito determinada!

 

Quando é que ela começou a surfar? E nessa altura como é a apoiava?
Acho que começou a surfar aos 10/11 anos. Como sempre adorei o mar, praia, ver surf, windsurf ou kite não foi dificil apoiá-la. Apoio esse, que consistia basicamente em fazer de chauffeur e “fazer tempo” na praia. Admito que teria sido uma “seca” se ela tivesse optado por algum desporto de pavilhão...

 

Como é que ela é no ambiente familiar?
Ela é calma, dá-se bem com toda a gente e diverte-se. Claro que também tem os seus "momentos: Não”. Diria que ela é uma teenager simpática igual a tantas outras, só que raramente sai à noite.

 

Em que é que esta carreira profissional da Camilla muda a sua vida enquanto mãe e mulher?
Mudou bastante. Fui promovida a “manager”!

 

Como fica a escola no meio dos treinos e competição?
A Camilla acabou o 12º ano no mês passado e as notas até foram bem melhores do que ela temia. Agora quer fazer um ano “sabático” para se dedicar ao surf a tempo inteiro e depois…logo se vê...

 

Qual é o objetivo principal da Camilla para este ano?
Penso que são as competições europeias e... surfar, surfar, surfar...

 

Patrícia Tadeia 

 

 

 

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top