ActivoBank
Pipe é o tipo de onda que ninguém quer perder, nem mesmo JJF ou Kelly Slater! Pipe é o tipo de onda que ninguém quer perder, nem mesmo JJF ou Kelly Slater! Foto: Marcus Sanders
quarta, 24 outubro 2018 15:16

Estarão John John e Kelly Slater presentes em Pipe?

Poderão estes estragar a festa da corrida ao título?

 

Sophie Goldschmidt e a restante malta da WSL deve ter respirado de alívio quando Gabriel Medina caiu às mãos de Italo Ferreira nas meias-finais do MEO Rip Curl Pro Portugal. Para os fãs portugueses teria sido fantástico poder vibrar com o brasileiro e viver in loco tão marcante momento, caso, claro, este tivesse vencido a etapa (requisito exigido). 

 

Ao invés, Medina assinalou “apenas” um terceiro lugar e desta forma adiou as contas finais para o Billabong Pipe Masters (8 a 20 dezembro). A World Surf League tem assim o que qualquer promotor poderia almejar: uma corrida pelo título mundial, disputada a três (Gabriel Medina, Filipe Toledo e Julian Wilson), à partida para a derradeira etapa do World Tour. Tcham tcham!

 

Os vários cenários dizem-nos que Gabriel Medina torna-se campeão mundial se terminar em 1.º ou 2.º lugar na etapa. No entanto, se for afastado nas meias-finais (o que equivale a um 3.º lugar), Filipe Toledo e Julian Wilson têm uma hipótese precisando para isso vencer o campeonato. Caso Gabriel fique em quinto (1/4 de final) ou registe um resultado pior, Toledo e Wilson têm necessariamente que chegar à final (ficando em primeiro ou segundo) para levantar o troféu de campeão.  

 

Sobre o regresso de John John Florence e Kelly Slater - 33.º e 35.º lugares no ranking, respetivamente - as dúvidas permanecem, mas nós não estaríamos a fazer o nosso trabalho se não nos déssemos ao trabalho de perguntar se estes estarão de volta a Pipe para complicar as contas do título?

 

Bem, sobre John John, que muita falta fez em Peniche, escreveu-se há tempos que o regresso só está previsto para ao verão de 2019 (fruto da lesão sofrida em Keramas). Já Kelly Slater, ainda a lutar pela recuperação total de um dos pés, tem contado com uma temporada mais intermitente, de “on and off” com esporádicas presenças em J-Bay e na etapa do Surf Ranch. 

  

Ora, acontece que Pipeline não é uma onda qualquer e diz muito a qualquer um deles. JJF já venceu, por exemplo, por quatro ocasiões o Volcom Pipe Pro, enquanto Slater saiu vitorioso em Banzai num total de nove vezes (7x no WCT e 2X no QS Volcom Pipe Pro). Nenhum deles deixará de surfar Pipe se estiver em condições para o fazer. 

 

Falta sensivelmente um mês e meio até ao início da janela, por isso, deixem-nos sonhar e acreditar que estes dois estarão no North Shore para complicar a vida ao trio da frente. 

Perfil em destaque

Scroll To Top