banner topf

Itens relacionados

quinta, 31 outubro 2019 11:10

AFONSO ANTUNES, GUILHERME RIBEIRO E MAFALDA LOPES NOS QUARTOS-DE-FINAL DO MUNDIAL JÚNIOR DA ISA

Em Huntington Beach, na Califórnia...

Uma jornada de emoções fortes com muitos atletas a irem para as repescagens, mas nenhuma eliminação. Um feito “histórico”, diz o Selecionador Nacional, David Raimundo.

Portugal dobrou o quarto dia de competição do ISA World Junior Surfing Championship em Huntington Beach, Califórnia, com a equipa completa, ou seja, sem eliminações, embora com a maior parte da equipa já no percurso de repescagem. Algo que, como se sabe neste tipo de formato de competição, não significa que não possam chegar às finais e às medalhas.

Assim, numa jornada em que 11 dos 12 surfistas nacionais estiveram em prova (Gabriela Dinis foi a exceção pois competiu na ronda 2 de sub-16 feminino na véspera), houve vários atletas a destacar-se.

Começando pelos mais óbvios, Guilherme Ribeiro (sub-18), Mafalda Lopes (sub-18 feminina) e Afonso Antunes (sub-16) passaram os seus heats com categoria e qualificaram-se para os quartos-de-final do evento principal, sendo que Afonso Antunes teve de surfar um heat com Martim Paulino, com o surfista da Caparica a ser empurrado para o percurso de repescagem.

Nas repescagens entretanto disputadas, Matilde Passarinho (sub-18 feminina) venceu o seu heat, enquanto nos sub-18 masculinos João Vidal passou em segundo e José Champalimaud lançou a euforia nas hostes nacionais. Pensava-se que depois do corte sofrido no pé durante um heat, o jovem surfista não conseguisse mais atuar neste campeonato, mas numa demonstração da capacidade do corpo médico da Seleção e também do enorme querer do atleta, José Champalimaud ganhou mesmo o seu heat e mantém vivo o sonho de chegar à final.

 

José Champalimaud Foto: ISA/Sean Evans

 

 

Sonho que terá de ser também o das sub-16 Francisca Veselko e Beatriz Carvalho, que escorregaram para as repescagens, à semelhança de Joaquim Chaves, sub-16 masculino, e Carolina Santos (sub-18 feminina).

David Raimundo, como habitualmente, fez o balanço da jornada e revelou-se moderadamente otimista.

“Pela primeira vez, chegamos ao quinto dia de um Mundial de juniores com todos os atletas em competição, o que é histórico. Mais, temos três atletas nos quartos-de-final do evento principal e hipótese da Gabriela [Dinis] ainda se lhes juntar. Não digo que seja tudo bom, pois ainda é bastante cedo para festejar seja o que for, mas é um bom prenúncio. Seja como for, o que é  mesmo preciso destacar é que Portugal está a fazer uma boa campanha e o espírito de grupo está forte como nunca.”, disse o Selecionador Nacional.

Perfil em destaque

Scroll To Top