Itens relacionados

quarta, 13 novembro 2019 07:59

MARTIM CARRASCO (ESC) sagra-se Campeão Nacional Sub 18 na Ericeira

“Ainda não consigo acreditar… Campeão Nacional Sub 18!!!!"


Decorreu este fim-de-semana de 9 e 10 de Novembro, em Ribeira d’Ilhas, o ERICEIRA JUNIORS, a Final do Campeonato Nacional de Surf Esperanças, na categoria Sub 18, apresentado pelo Ribeira d’Ilhas Surf & Restaurant Bar, by Grupo Norte.

Num fim-de-semana marcado por períodos de chuva, vento oeste/noroeste, estiveram presentes 32 Atletas, que se apuraram através dos 6 Circuitos Regionais, das vagas provenientes de 2018 e de Wildcards promovidos pela FPS. Houve no entanto inesperadas ausências devido a lesão – do recentemente consagrado medalha de Bronze no Mundial ISA Junior e Campeão Sub 18 em 2018, Afonso Antunes (ESC) e Joaquim Chaves (ASCC).


Quanto à competição, no sábado, tal como as previsões vinham anunciando, as condições ao longo do dia foram piorando. No arranque da prova as ondas estavam bastante aceitáveis com cerca de 1,5m, mas ao início da tarde com a entrada do vento oeste e da chuva, rapidamente perderam a consistência que tanto caracteriza a Meca do Surf Português. Mesmo com as condições e as duas interrupções forçadas a dificultarem a progressão dos jovens competidores, a prova decorreu até meio do Round 3. Em grande destaque no primeiro dia estiveram o Martim Nunes (melhor onda), o Guilherme Ribeiro (ainda a recuperar de uma lesão), Martim Paulino ou os “hot locals” Gabriel Ribeiro e Martim Carrasco. Neste primeiro dia destaca-se também a eliminação do Vice-Campeão 2018, José Champalimaud (também ele a recuperar de um corte profundo num pé provocado por uma quilha durante o ISA Júnior).


No domingo, com a expectativa de entrada vento forte de noroeste e de um swell de 3,7m e período 17 a qualquer momento, a prova iniciou-se perto das 8h00, com a direção de prova a optar por seguir com o formato de heats de 4 atletas e com 25 minutos de duração. No entanto, somente o vento se fez sentir, e a prova desenrolou-se com ondas entre os 1,5 e os 2 metros. Nesta caminhada para a final destacam-se as poucas ondas surfadas por cada atleta e as eliminações nas meias-finais de outros dois representantes da Seleção Nacional no ISA Júnior, que terminara no fim-de-semana anterior, Guilherme Ribeiro (CSC) e João Vidal (ESC). Presentes na Final estiveram três Atletas do Ericeira Surf Clube – Martim Carrasco, Gabriel Ribeiro e José Maria Bispo e um atleta da ASC. Caparica – Martim Paulino. Com a maré já bastante cheia (temia-se a entrada a qualquer momento do swell), os jovens surfistas entraram determinados para fazer História em tornarem-se pela primeira vez campeões desta categoria. A abrir a final o “Water Boy” Martim Carrasco encontra a onda da final, conseguindo um score de 6,25. Durante os restantes cerca de 30 minutos que faltaram até final foi gerindo a final, vendo, no entanto, o Gabriel Ribeiro e o Martim Paulino a aproximarem-se perigosamente e o José Maria Bispo a procurar uma segunda onda que lhe permitisse chegar ao título. Com algum dramatismo no final, perante um público bastante resistente à adversidade climatérica, o Martim Carrasco, habituado a ondas pesadas e difíceis, venceu perante os seus amigos e fans, o seu primeiro grande título nacional com um score combinado de 10,15. Em 2º lugar, ficou o Gabriel Ribeiro (9,10) que no final não escondeu toda a sua tristeza (em 2018 ficara em 3º e nos Sub 16 em 2º, embora este ano tenha vencido esta categoria na Taça de Portugal). Em 3º, igualando o resultado de 2018, ficou novamente o Martim Paulino (8,35) e em 4º, o José Maria Bispo (7,55) ultrapassado nos momentos finais.


O Martim Carrasco ao sagrar-se Campeão Nacional, junta em 2019 o título de Vice-Campeão Surf Júnior (venceu o Gabriel Ribeiro), o de Vice-Campeão Longboard Júnior e por Equipas “ABSOLUTO” e “SURF” pelo seu Clube, na Taça de Portugal de Surfing.


Já depois da entrega de prémios  Martim confessava “Ainda não consigo acreditar… Campeão Nacional Sub 18!!!! Foi um ano de muitas competições, altos e baixos e muita aprendizagem, mas no final deu tudo certo. Agradeço muito a todos aqueles que me apoiam ao longo do meu percurso”.
Para Miguel Barata de Almeida, Presidente do Ericeira Surf Clube “As perspectivas que iria ser uma prova bastante exigente em termos climatéricos e de ondas foi uma realidade muito dificil de conseguirmos controlar. Quero agradecer a presença e empenho dos 9 Atletas do ESC presentes. Mesmo sem o Afonso Antunes, tive sempre a certeza que um deles sairia de Ribeira com o titulo de Campeão Nacional. Sem tirar mérito a qualquer um dos outros, e sem querer fazer escolhas pessoais, é-me particularmente reconfortante ver aquele que me tem acompanhado sempre ao longo dos anos em muitas batalhas, sempre pronto para tudo e contra todas as adversidades ao longo do seu percurso se tem segurado ao surfing como poucos, tornar-se pela primeira vez Campeão Nacional. Muitos parabéns Martim. Também mereces estes momentos”.

Os finalistas

Perfil em destaque

Scroll To Top