Itens relacionados

segunda-feira, 05 outubro 2020 18:45

Matias Canhoto, 13 anos de idade, sagra-se campeão nacional de surf Sub 14

Ano de 2020....

 

Matias Canhoto, atleta de 13 anos do Peniche Surfing Clube, sagrou-se campeão nacional de surf na categoria de Sub 14, hoje segunda-feira, 5 de outubro, na Praia Internacional do Porto.

 

A maturidade do Surf de Matias Silva Matias Canhoto distinguiu-se durante toda a prova. Click Por Tó Mané

 

O Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub 14 encerrou o cartaz do Porto&Matosinhos Wave Series 2020, sendo uma prova organizada pela Onda Pura Surf Center, com a colaboração das Câmaras Municipais de Matosinhos e do Porto e com o apoio técnico da Federação Portuguesa de Surf.
Tiago Guerra, de 11 anos, em representação do Clube Nacional de Natação, sagrou-se vice-campeão nacional nesta prova.


Hoje, Segunda Feira, realizaram-se os quartos de final, meias finais e final man-on-man, com heats a registar um surf de alto nível por parte de todos os oito atletas finalistas: Matias Canhoto, Vasco Alves, Alexandre Ferreira, Joaquim Trindade, Tiago Guerra, Salvador Vala, Jaime Veselko e Afonso Pinto.

Matias Canhoto foi o atleta que obteve maiores pontuações de ondas, na casa dos 6 a 7 pontos, tendo-se destacado com um surf maduro e bastante consistente ao longo de toda a manhã, eliminando os seus adversários no decurso dos heats. Chegado à final Matias Canhoto encontrou Tiago Guerra que tinha vindo a fazer uma boa prova até então.

Na final Matias Silva canhoto dominou-a do inicio ao final escolhendo as ondas com mais potêncial, e com um surf rápido e preciso executou manobras verticais nas secções mais criticas das ondas que apanhou. Ainda na sua ultima onda, o atleta de apenas 13 anos de idade, executou um aéreo reverse na junção, deixando perceber que possui um vasto leque de manobras e que se encontra no surf competitivo com raça.

Por sua vez Tiago Guerra demorou a entrar na bateria pois não se conseguia encontrar com as ondas. Já próximo do final fazia a sua melhor onda onde obteve uma pontuação de quase 4 pontos.

Matias sagrava-se assim e com plena justiça Campeão Nacional de Surf Esperanças sub 14 - 2020.

 

 

Tiago Guerra fez uma final discreta pois não se conseguiu encontrar com as ondas.  Click Por Tó Mané

 

 


“Foi mais um dia em que as condições do mar estiveram boas, embora com ondas mais pequenas na parte da tarde e, mesmo sem sol, o ambiente vivido na Praia Internacional do Porto foi bastante caloroso e animado. Este encerramento do Porto&Matosinhos Wave Series não poderia ter corrido melhor, realizámos com sucesso e em segurança um conjunto de provas importantes no panorama nacional e esperamos voltar no próximo ano com uma sexta edição do evento com um formato ainda mais completo, de forma a prestigiar todas as vertentes do surfing e continuar a promover as praias do Porto e Matosinhos como destinos de eleição para a prática da modalidade”, salienta Marcelo Martins, responsável pela organização do Porto&Matosinhos Wave Series.


Segundo Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, “Mesmo se em versão mais reduzida, a organização do Wave Series em 2020 constituiu um exemplo paradigmático de como é possível continuar a praticar desporto ao mais alto nível num contexto tão desafiante como aquele que vivemos atualmente. O surf foi, aliás, uma das primeiras modalidades a arrancar após o desconfinamento, transmitindo um importante sinal de esperança a todos os atletas, praticantes e demais agentes desportivos. Apesar de todas as condicionantes, tudo decorreu em segurança e pudemos acolher nas praias do Porto e Matosinhos um conjunto de provas que foram decisivas para a atribuição de alguns dos principais títulos da modalidade. A par da competição, saúdo ainda a organização pelo facto de não desistir da sua intervenção social, proporcionando experiências inesquecíveis a crianças e jovens com necessidades especiais. Também neste caso, o surf pode ser um exemplo de superação.”


Luísa Salgueiro, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, afirmou, a propósito do Wave Series, que “Matosinhos é um município que está intrinsecamente ligado com o mar. O franco crescimento do surf no nosso concelho, na sua vertente desportiva e económica, resultante da qualidade das nossas águas balneares, do investimento na segurança aquática através de uma equipa permanente de salvamento balnear e da colaboração com as várias escolas de surf matosinhenses na promoção e desenvolvimento da modalidade, são fatores que motivam a participação do Município de Matosinhos na realização de eventos desportivos de relevo que se relacionam com o mar. A receção de etapas de algumas das mais importantes competições nacionais de surfing constitui, assim, o reconhecimento das excelentes condições que apresentamos para a prática do surf e do investimento que a Câmara Municipal de Matosinhos tem vindo a fazer nas modalidades náuticas. Estamos comprometidos com este importante evento desportivo e certos de que voltará com uma nova edição no próximo ano.”

 

Alexandre Ferreira num momento digno de registo - Click por Tó Mané

Perfil em destaque

Scroll To Top