Itens relacionados

quinta-feira, 08 outubro 2020 19:12

Joaquim Chaves, Guilherme Ribeiro e Afonso Antunes avançam no 3º dia do Junior Pro Espinho

De seis Portugueses presentes, apenas três avançaram, todos com belíssimas prestações.

 

No terceiro dia do Junior Pro Espinho, com ondas um pouco menores, entre 0,5m a 1m, mas igualmente com boa formação, realizou-se apenas o segundo round da prova masculina. A partir das 9h decorreram uma série de inícios e pausas, seguidos de reinícios das oito baterias em questão, devido ao forte nevoeiro que se fez sentir durante a manhã.

 Mesmo com o nevoeiro as manobras fortes de Guilherme Ribeiro não passaram despercebidas...

 

 

A partir da hora do almoço o nevoeiro desapareceu e o dia transformou-se num belo cenário de Outono, com céu azul, sol e bastante calor na Praia da Baía, que viram a conclusão desta segunda fase da prova, onde competiram seis surfistas portugueses.

 

Destes seis, apenas três avançaram, todos com belíssimas prestações. Destaque para Joaquim Chaves, que fez o segundo maior score total do dia (14,33 pontos em 20 possíveis), venceu a sua bateria e lançou um aviso à navegação. “Ontem fiquei mesmo triste com a minha estratégia, apesar de ter avançado. Por isso hoje foquei-me no que precisava de fazer, selecionei bem as minhas ondas e mostrei o meu surf. Fui recompensado e por isso já me sinto bem melhor, pois o meu objectivo é claramente o título,” afirmou o jovem surfista português.

 

Igualmente fortes estiveram Guilherme Ribeiro e Afonso Antunes, que avançaram na segunda posição das suas baterias, apenas batidos por ondas excelentes de última hora dos seus adversários. O alemão Tim Elter, graças a uma onda de 8,50 pontos e ao maior total do dia (14,47) bateu Guilherme, o mesmo se passando com o francês Louis Allamelou na bateria de Afonso, graças a um 8,40 na sua última onda.

 

 

 

Vê aqui o free surf dos pros em Espinho.

 

 

 

 

Outros destaques ficaram por conta do canário Paolo Giorgi, que venceu a primeira bateria do dia, obrigando o campeão europeu em título, Kauli Vaast, a passar em segundo lugar, do cantábrico Nestor Garcia, que conseguiu igualmente uma onda na casa dos 8 pontos, ou do polaco Maksymilian Michalewski, que também venceu a sua bateria.

 

Infelizmente a armada lusa perdeu Martim Paulino (que foi eliminado na bateria mais disputada do dia, com uma prestação que lhe daria a passagem à fase seguinte na maioria dos restantes heats), José Ribeiro e Rodrigo Chaves, contando agora com quatro surfistas ainda na disputa dos títulos europeus de surf júnior – os três que hoje avançaram, mais Carolina Santos na prova feminina.

 

O Junior Pro Espinho regressa amanhã, a partir das 9h da manhã, com as finais previstas para o início da tarde. Esta prova pode ser acompanhada através do site oficial da World Surf League, em www.worldsurfleague.com.

 

  • Créditos fotos: Masurel / WSL

Perfil em destaque

Scroll To Top