Itens relacionados

domingo, 05 outubro 2014 10:17

MEDINA PODE SAGRAR-SE CAMPEÃO MUNDIAL EM PORTUGAL

Brasileiro só depende de si mesmo.

 

Este domingo, além de ser dia de final no Quiksilver Pro France, era dia de decisões no ranking mundial. Um dos heats mais aguardados do dia era o que opunha Kelly Slater a Jordy Smith.

 

Uma vitória nesta bateria dos quartos de final e/ou chegada à final faria com que o 11 vezes campeão do mundo chegasse mais perto de Gabriel Medina, líder do ranking. Mas isso não aconteceu, e o brasileiro só tem a agradecer a Jordy Smith, que bateu Slater nesta bateria. Este resultado permite que Gabriel Medina se possa sagrar campeão mundial em Portugal.

 

Gabriel Medina segue neste momento isolado com 56.550 pontos. Kelly, por sua vez, leva 50.050. Se Gabriel vencer o primeiro lugar durante o Moche Rip Curl Pro, que começa dentro de uma semana, em Peniche, - e faltando apenas uma etapa depois da portuguesa - o brasileiro é automaticamente campeão mundial.

 

Na verdade, se Slater fosse à final com o brasileiro e ficasse em segundo em Portugal, vencesse em Pipeline e Medina ficasse logo no round 2 nesta última etapa - este ficaria à frente do brasileiro. Contudo, para o ranking do World Tour contam apenas os 9 melhores resultados das 11 provas do calendário, mantendo-se o cenário dos dois descartes. E este mau resultado (virtual) de Medina em Pipe seria um dos que seria descartado.

 

A verdade é que está tudo em aberto ainda, na corrida pelo título, com um John John Florence também imparável - foi às duas últimas finais e uma meia final antes destas - e ainda Mick Fanning em 3º e Joel Parkinson em 4º. Contudo, uma coisa é certa: Gabriel só tem de vencer por cá para levar a coroa para casa.

 

 

 

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top